Resenha

Time Takes Time

Álbum de Ringo Starr

1992

CD/LP

Por: André Luiz Paiz

Webmaster

25/09/2020



Enfim, após dez álbuns, Ringo encontrou seu caminho

Após levar pancadas da crítica durante toda a década de setenta e um pedacinho da de oitenta, Ringo se afastou da produção de álbuns após "Old Wave", de 1983, e focou nas apresentações ao vivo. Após vivenciar novamente a sensação dos palcos e também do calor do público ao tocar suas principais canções, voltou revigorado na década de noventa e pronto para enfim posicionar-se no caminho certo.

"Time Takes Time" é o décimo álbum de estúdio de Ringo Starr e traz uma constelação de músicos parceiros, escolhidos estrategicamente para trazer de volta aquela sonoridade clássica da década de sessenta (leia-se Beatles). Com isso, Jeff Lynne (Electric Light Orchestra) foi o grande mentor de Ringo aqui, produzindo o disco ao lado de Don Was, Peter Asher e Phil Ramone, além de contribuir para as composições. Lynne tinha dado certo com Tom Petty, George Harrison e com os Travelling Wilburys, fora que o músico também brilharia mais adiante com o projeto Anthology, dos Beatles, então, sem dúvidas por aqui de que seria um caminho seguro. Além dele, Harry Nilsson, Brian Wilson, alguns membros do Jellyfish, vários renomados músicos de estúdio, e por aí vai.

O grande destaque deste trabalho é a consistência, algo que Ringo já cobrava de si quando lançou "Old Wave". São dez faixas que se completam e agradam no conjunto, tornando o disco todo uma audição prazerosa. Depois, a produção, que traz aquele clima clássico da década de sessenta com a produção ainda orgânica porém cristalina dos anos 90 e da era CD. Por fim, os músicos de apoio fizeram um trabalho maravilhoso com guitarras, backing vocals e todo o restante. Parece que estamos ouvindo como os Beatles teriam soado nos anos 90, guardadas as devidas proporções, obviamente.

Ringo compôs três faixas em parceria e contou com apoio nas demais. Sem novidades neste quesito, já que o baterista possui limitações como autor. O material foi muito bem escolhido, a ponto de uma canção de Paul McCartney - "Angel in Disguise" - ter ficado de fora, assim como uma canção de Lynne. Há também uma cover de Elvis Presley - "Don't Be Cruel " - que foi lançada em single e em versões especiais do CD, como bônus.

"Weight of the World" é linda e melódica. "Don't Know a Thing About Love" traz aquele slide lindo característico das músicas dos Wilburys e também de George Harrison. Destaque aqui vai para o belo backing vocal, que deu vida à canção. "Don't Go Where the Road Don't Go" é mais rock, agitada e com refrão pegajoso. Por ser uma composição de Ringo, merece elogios. "Golden Blunders" é uma cover dos The Posies e não é uma continuação de "Golden Slumbers", dos Beatles, caso você esteja se perguntando :). Ficou legal, mas não brilha como as três primeiras. Por fim, deixo como destaque "After All These Years", também de Ringo e que soa mais rock e direta. "I Don't Believe You" ficou legal por trazer o seu lado country, "In A Heartbeat", de Diane Warren, uma balada linda e cheia de classe, e a faixa de encerramento "What Goes Around".

Com "Time Takes Time", Ringo voltou a ser aclamado pela crítica e conseguiu enfim encontrar o seu caminho, lançando ótimos discos daqui em diante. Mas antes disso, uma pequena pausa para dedicar-se à reunião dos Beatles ainda vivos para a produção do histórico documentário "Anthology", também imperdível para quem é fã ou deseja conhecer mais sobre os quatro garotos de Liverpool.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre André Luiz Paiz

Nível: Webmaster

Membro desde: 20/03/2017

"Sou um profissional de Tecnologia da Informação apaixonado por música. Criei o site do 80 Minutos para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões sobre os seus álbuns favoritos e propagá-las Brasil afora"

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaFree - Highway (1970)

    20/02/2020

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - 12 X 5 (1964)

    03/09/2021

  • Image

    ResenhaRick Springfield - Songs For The End Of The World (2012)

    26/09/2017

  • Image

    ResenhaSOTO - Inside The Vertigo (2015)

    10/12/2017

  • Image

    ResenhaLonely Robot - Feelings Are Good (2020)

    02/09/2020

  • Image

    ResenhaPaul McCartney - Chaos And Creation In The Backyard (2005)

    07/02/2019

  • Image

    ResenhaU2 - War (1983)

    27/10/2017

  • Image

    EntrevistaMichael Denner

    02/12/2019

  • Image

    ResenhaAnderson/Stolt - Invention Of Knowledge (2016)

    14/08/2017

  • Image

    ResenhaGamma Ray - Empire Of The Undead (2014)

    25/08/2017

Visitar a página completa de André Luiz Paiz



Sobre o álbum

Time Takes Time

Álbum disponível na discografia de: Ringo Starr

Ano: 1992

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Time Takes Time



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.