Resenha

Adeus Carne

Álbum de Inocentes

1987

CD/LP

Por: Marcel Dio

Colaborador Sênior

05/09/2020



Clássico do punk nacional

Adeus Carne foi um dos álbuns que arrependi de não comprar, e com certeza se achar alguma cópia dando sopa a um preço camarada, não exitarei em faze-lo.
O fato é que o disco disputa palmo a palmo entre o melhor do grupo, palmo a palmo com o EP Pânico em SP. Deixou também a banda mais confortável e acessível para tocar nas rádios e agradar gregos e troianos, até mesmo quem via o punk com olhos tortos.

“Pátria Amada” deveria ser o substituto imediato do nosso dissimulado hino nacional, que é belo em melodia e enganador na essência.
Clemente cospe toda a raiva e sente o golpe da traição, assim como cada brasileiro sente a cada dia, embora alguns insistam em acreditar em políticos que se dizem patriotas. Como dizia minha saudosa avó, : "gente tonta e mato na calçada não acaba nunca".

"Eu" seguia soltando o cachorro na repressão, com riffs que beiravam o heavy metal. Por outro lado, "Morrer aos Dezoito" era apenas uma canção de desesperança ao futuro e uma crítica ao regime militar.

Os riffs de "Não sei quem Sou" é um dos melhores do rock nacional, pois o punk feito por aqui encontrou identidade mesmo com toda influência britânica. De letra simples, apenas observação do cotidiano juvenil.

Outro destaque fica com "Não é Permitido". E agora sei que não devo soltar a palavra hit para ele, pois no punk pode soar heresia.
Como o nome entrega, é uma canção sobre proibições, e chama atenção por uma linha de baixo minimalista e bem pronunciada. O que não é permitido para os Inocentes é deixa-la de fora dos shows, pois virou um hino no momento de sua concepção.

"Cidade Chumbo" modula o punk com outros estilos. Por isso mesmo encontramos até frases dispersas de pianos e também solos altamente blues.

"Na Sargeta" é uma das melhores canções dos Inocentes, de letra bem elaborada e densidade que deixa muita banda heavy comendo poeira.

Para não alongar mais o texto, termino com a instrumental faixa título, que é absurdamente estranha e soturna. Com direito a um samba no final, como se eles soubessem que todas as críticas e conselhos sobre o caos social iriam por fim, acabar em samba.
Dessa forma percebemos a "evolução" de um país, quando passado mais de trinta anos não mudou sequer uma vírgula e o conteúdo do disco continua atualizado. A ditadura "acabou", e agora despejamos a raiva guardados na jaula das redes sociais, a arma mais perfeita criada pelo establishment para manter a população dopada.

O punk sempre teve razão, concordem ou não.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Marcel Dio

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/03/2018

"Sou um amante da música, seja em qualquer estilo, rock, blues, jazz ou pop."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBon Jovi - This House Is Not For Sale (2016)

    10/07/2020

  • Image

    ResenhaVan Morrison - Astral Weeks (1968)

    19/11/2021

  • Image

    ResenhaGato de Louça - Olho de Gato (2012)

    12/08/2021

  • Image

    ResenhaRondellus - Sabbatum: A Medieval Tribute to Black Sabbath (2003)

    30/08/2018

  • Image

    ResenhaAC/DC - Fly On The Wall (1985)

    24/07/2020

  • Image

    ArtigoRanking - Discografia do Black Sabbath

    18/11/2020

  • Image

    ResenhaLobão - Nostalgia Da Modernidade (1995)

    11/12/2018

  • Image

    ResenhaSantana - Blessings And Miracles (2021)

    20/10/2021

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Whoosh! (2020)

    21/08/2020

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Tatoo You (1981)

    29/08/2020

Visitar a página completa de Marcel Dio



Sobre o álbum

Adeus Carne

Álbum disponível na discografia de: Inocentes

Ano: 1987

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Adeus Carne



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.