Resenha

Back Street Crawler

Álbum de Paul Kossoff

1973

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

30/08/2020



Primeiro voo solo de Paul Kossoff

O Free acabou de maneira lastimável, com Paul Rodgers e Simon Kirke formando o Bad Company e Paul Kossof se lançando em carreira solo. Koss já havia se aventurado no projeto Kossoff, Kirke, Tetsu and Rabbit  anos antes, mas o problema era que o músico estava abusando de substâncias entorpecentes e alucinógenas havia vários anos e agora as drogas cobravam seu preço. 

Por conta de tais problemas, o músico, viciado principalmente em álcool e heroína, se encontrava impossibilitado de gravar e principalmente se apresentar ao vivo. Então a saída foi garimpar Jam sessions e canções que ainda não haviam sido usadas pelo músico em sessões com o Free e outros projetos.

Essa colcha de retalhos explica a pluralidade de produtores e músicos convidados encontrados na ficha técnica do álbum. 

A faixa de abertura “Tuesday Morinig” é claramente uma Jam session com mais de 17 minutos. O tema é dinâmico, com Kossof utilizando sua técnica de modo instintivo e despojado. O musico segue acompanhando por Alan White (baterista do Yes), Trevor Burton no baixo e John Bundrick nos teclados. Um tema grandioso e muitas vezes subestimado quando se fala do musico. A longa faixa ocupa todo o lado A do antigo vinil;

Em “I´m Ready” temos um blues rock, onde o espaço é dividido entre a guitarra de Koss e o vocal rasgado da cantora Jess Roden; a seguir vem “time Away”, um tema denso, onde Kossoff divide as guitarras com John Martyn, amparado pela cozinha formada por  Tetsu e Kirke. Um tema quase progressivo;

“Molten Gold” conta com 3/5 do Free: Paul Rodgers, Andy Fraser e Simon Kirke. É uma balada midi tempo bem ao estilo do Free e talvez por tal motivo, tenha se tornado a faixa mais conhecida do álbum;
A faixa titulo que encerra o disco é um excelente tema instrumental onde a guitarra de Kossoff faz um contraponto com o piano cheio de groove de Jean Roussel. 

“Back Street Crawler”, mostra toda a versatilidade de Paul Kossoff, que conseguia se sobressair em vários estilos, mas sempre mantendo sua identidade. 

Musicalmente era notório que o músico se encontrava a frente de seu tempo. Pessoalmente, Koss se afundava cada dia mais na heroína. O guitarrista chegou a ser preso por dirigir drogado e embriagado, ficou internado para desintoxicação e utilizou o nome deste álbum para formar sua próxima banda. 
Infelizmente Paul Kossoff retornaria  aos entorpecentes, vindo a falecer em 19 de março de 1976, deixando uma enorme lacuna no mundo do rock.

Felizmente Koss nos deixou pérolas como este disco, que merece ser ouvido integralmente por quem gosta de rock de qualidade.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaZakk Wylde - Book Of Shadows (1996)

    04/04/2020

  • Image

    ResenhaQueen - A Kind Of Magic (1986)

    25/10/2019

  • Image

    ResenhaMarty Friedman - Dragon's Kiss (1988)

    20/02/2021

  • Image

    ResenhaLenny White - Venusian Summer (1975)

    20/02/2022

  • Image

    ArtigoCinco grandes discos de qualidade que deveriam ser conhecidos pelos apreciadores de música

    23/03/2021

  • Image

    ArtigoDa cozinha à sala de estar: As histórias muito curiosas de como alguns dos melhores bateristas do mundo se tornaram também excelentes cantores

    13/02/2019

  • Image

    ResenhaPorcupine Tree - Lightbulb Sun (2000)

    07/05/2020

  • Image

    ResenhaFrank Zappa - Zoot Allures (1976)

    10/11/2018

  • Image

    ResenhaChick Corea - Three Quartets (1981)

    20/02/2021

  • Image

    ArtigoA Double of Two Pair: As melhores duplas de guitarristas do rock - Parte 2

    05/04/2022

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Back Street Crawler

Álbum disponível na discografia de: Paul Kossoff

Ano: 1973

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Back Street Crawler



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.