Resenha

Triana (El Patio)

Álbum de Triana

1975

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

26/08/2020



Composições excelentes com emoções na medida certa

Também conhecido como El Patio, trata-se do primeiro disco da banda espanhola de rock progressivo, Triana. Esta banda eu conheci primeiro o seu segundo disco, Hijos del Agobio – que inclusive eu já fiz resenha dele no site. Logo nesta estreia é fácil perceber uma qualidade enorme de uma banda que já sabia exatamente o tipo de som que gostaria de fazer, uma mistura muito bem feita do rock andaluz com o progressivo sinfônico. 

“Abre la Puerta” inicia o disco através de uma introdução muito bem tocada por uma guitarra flamenca, mellotron e piano e que leva diretamente a uma passagem muito dramática de extrema beleza com Eduardo Rodriguez compartilhando suas habilidades. Os vocais de Jesus de La Rosa são perfeitos para a música. Possui uma grande fusão de estilos, mas todos muito bem direcionados, sempre deixando uma proeminência flamenca ou sinfônica dentro desta mescla perfeita de atmosfera espanhola. 

“Luminosa Mañana” tem um começo muito bom através de uma fusão perfeita de estilos, tendo a atmosfera da música espanhola se fundindo perfeitamente com uma espécie de órgão psicodélico que soa extremamente dramático. A música parece seguir com todos os ingredientes que espero da banda – e de fato por um tempo é isso que acontece mesmo -, tudo fluindo com normalidade e sem nenhuma surpresa, então que somos atingidos com toda uma artilharia pesada, entrando em um território mais rock com alguns efeitos especiais que vão se apagando e ressurgindo em alguns instantes para permitir que a guitarra flamenca volte novamente. A partir daí creio que eles foram um pouco exagerados, com mudanças radicais que não cai muito bem e tiram um pouco da coerência da faixa. 

“Recuerdos de una Noche”, se eu tivesse que indicar uma faixa como sendo o motivo para se ter esse álbum, sem dúvida alguma diria que é essa. Novamente uma excelente mistura de gêneros e estilos, mistura de gêneros, estilos, humores e atmosferas, tudo simplesmente perfeito. O álbum poderia ter mais disso.

“Sé de un Lugar” começa com um canto profundo de Jesus de la Rosa, sendo logo seguido por um violão de extremo requinte e que o acompanha perfeitamente, até que em seguida começa a variação da música, violão e teclados adicionam um ótimo sabor sinfônico, sem sair em momento algum da atmosfera espanhola. Destaque também para um moog excelente. 

“Diálogo” tem um começo que eu considero um pouco esquisito, com alguns simples acordes de teclado e violão, mas com o passar do tempo a banda vai entrando em uma crescente, aumentando não apenas o volume, mas o posicionando vocal e instrumental, como se preparasse o ouvinte para uma grande explosão. Esta explosão começa com o uso de moog, mas logo desaparece novamente e incrivelmente eles começam tudo de novo até que finalmente o êxtase chegue. De certa forma demorou um pouco, mas no fim, a banda conseguiu atingir o seu objetivo. 

“En el Lago” tem um começo suave através de um teclado que logo ganha a companhia do violão. Quase instantaneamente a bateria e os vocais se unem a um órgão temperamental que cria um clima psicodélico. É uma boa música, mas tem um desenvolvimento no seu geral meio morno, porém, vale destacar a sua seção final que é excelente. 

“Todo es de Color” é a faixa mais curta e também a que finaliza o disco. Violão e voz se misturam perfeitamente, não tem absolutamente nada de progressiva, aqui estamos falando da mais pura música étnica com alguns efeitos. Esta ordem das faixas que estou falando aqui na resenha é a do vinil – no CD as faixas tem ordem diferente. Acho que esta música combina mais como um interlúdio andaluz para a próxima faixa – que no CD seria "Luminosa Mañana" – do que para finalizar o álbum.

Assim como acontece no segundo disco da banda, aqui também tem alguns pontos que podem tirar o status de obra-prima deste álbum, mas ainda assim ele permanece com a sua excelência. Maravilhosas composições com boas doses de emoção e uma mistura única de flamenco e rock progressivo – podendo citar o King Crimson como uma base comparativa.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRainbow - Rising (1976)

    19/05/2018

  • Image

    ResenhaSubArachnoid Space - The Red Veil (2005)

    08/02/2022

  • Image

    ResenhaAdrian Belew - E (2009)

    16/03/2022

  • Image

    ResenhaHiromi Uehara - Spectrum (2019)

    04/09/2020

  • Image

    ResenhaFocus - 3 (1973)

    05/07/2018

  • Image

    ResenhaAtoll - L'Araignée-Mal (1975)

    22/07/2020

  • Image

    ResenhaBig Big Train - Folklore (2016)

    24/01/2020

  • Image

    ResenhaOceansize - Frames (2007)

    31/10/2020

  • Image

    ResenhaSaga - Behaviour (1985)

    29/04/2020

  • Image

    ResenhaAtomic Rooster - Death Walks Behind You (1970)

    27/11/2019

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Triana (El Patio)

Álbum disponível na discografia de: Triana

Ano: 1975

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Triana (El Patio)



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.