Resenha

Inside

Álbum de Eloy

1973

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

29/07/2020



O Autêntico progressivo alemão

O Eloy havia lançado seu primeiro disco ainda sem uma identidade musical. O grupo soava mais hard, na cola de bandas como Deep Purple e Uriah Heep. 

Com a mudança de gravadora e a debandada do vocalista e tecladista Erich Schriever seguida pelo baterista Helmut Draht, o grupo voltou a ser um quarteto, cabendo a Frank Bornemann assumir os vocais e guitarra. O segundo guitarrista Manfred Wieczorke, assume os teclados e para substituir Draht, é recrutado o jovem e talentoso Fritz Randow, que seria conhecido no futuro por integrar o Saxon, um dos baluartes do NWOBHM. Randow apresenta certo dinamismo na musica do grupo, com viradas mais pesadas e complexas. A formação é completada pelo baixista Wolfgang Stöcker  que tocou no álbum anterior.

O grupo se reuniu no Windrose Studios em Hamburgo, e resolveram não utilizar um produtor, deixando a produção a cargo do próprio quarteto, que buscava uma identidade própria. A direção musical mudou radicalmente durante as gravações, a banda investiu em uma sonoridade mais espacial, progressiva e densa, calcada nos órgãos  de Wieczorke e com influência do krautrock.

Os teclados arrastados, construídos em camadas aparecem como a base dos quatro temas apresentados no disco. De cara, abrindo o álbum, temos uma suíte de quase vinte minutos denominada “Land of no Body”, que toma todo o lado “A” do antigo vinil. A introdução já mostra a diferença nos rumos tomados pelo grupo: o vocal complacente de Bornemann é amparado pelos teclados ainda na introdução. Os demais instrumentos entram em seguida, dando peso ao tema, mas tudo gira em torno das camadas de hammonds construídas. Mesmo a guitarra com certo peso, trabalha em função do órgão, que direciona toda a suíte. Algumas passagens mais psicodélicas podem lembrar “Echoes”, clássico do Pink Floyd;

A faixa título consegue ser ainda mais arrastada e pesada, embora melódica e com um baixo pungente recortando toda a canção. Após a metade da execução, há uma quebra de andamento com um solo dinâmico de Bornemann;

“Future City” tem influência clara de Jethro Tull, não só pelo uso de violões e percussão, mas também pela entonação dos vocais de Frank.  A cozinha se mostra super entrosada, oferecendo segurança necessária a canção;

Para encerrar, temos “Up and Down”, faixa cantada por Wieczorke, que não tem o mesmo domínio vocal de Frank, mas não chega a comprometer a canção, que é mais densa e lenta. O tecladista recita a letra de forma mais formal, e cria um contraponto interessante com o órgão e baixo elétrico que sustentam o tema;

Lançado no ano de 1973, “Inside”, ajudou a consolidar o nome do grupo, inserindo o  Eloy dentro do universo do  prog rock. O quarteto ia se afastando da sonoridade pesada e lapidando seu som em busca do progressivo sinfônico apresentado em trabalhos posteriores. 

Este pode ser considero um trabalho genuíno do rock progressivo alemão.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaCaetano Veloso - Circuladô (1991)

    04/11/2018

  • Image

    ResenhaAnnihilator - Alice In Hell (1989)

    22/03/2020

  • Image

    ResenhaAlphonse Mouzon - Mind Transplant (1975)

    10/10/2021

  • Image

    ResenhaChristian McBride - Conversations With Christian (2011)

    08/05/2021

  • Image

    ResenhaWhitesnake - Ready An' Willing (1980)

    02/10/2018

  • Image

    ResenhaMilton Nascimento - Angelus (1994)

    20/06/2020

  • Image

    ResenhaQueensryche - The Warning (1984)

    22/09/2018

  • Image

    ArtigoJohn Paul Jones: A Âncora do Led Zeppelin Completa 76 anos!

    03/01/2022

  • Image

    ResenhaGilberto Gil - Unplugged (1994)

    26/06/2020

  • Image

    ResenhaGenesis - Wind & Wuthering (1976)

    21/04/2020

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Inside

Álbum disponível na discografia de: Eloy

Ano: 1973

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 8 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Inside



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.