Resenha

The Desired Effect

Álbum de Brandon Flowers

2015

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Especialista

28/07/2020



Imaginando os anos 80

Filha do Céu e da Terra, a titânica deusa da memória, Mnemosine, é mãe das Musas, inspiradoras das artes e da História. Essa genealogia telúrica indica que, para os helênicos, memória e imaginação não estavam tão dissociadas como presentemente muitos idealizam. A preocupação com a realidade ou relatos fidedignos faz alguns esquecerem que o rememorar envolve selecionar, apagar e sobrepor informações. Ter isso em mente ajuda a compreender e fruir alguns lançamentos que usam lugares-comuns de produção oitentista, (re)criando uma década por vezes fictícia ao juntar elementos que na época não se davam bem ou nem eram coetâneos, mas que, como existentes, não deixam de representar “de verdade” o decênio.

O sensacional segundo álbum-solo de Brandon Flowers exemplifica isso com perfeição. As dez faixas lembram inúmeros artistas/canções 80’s numa quase-paródia, mas os elementos estão tão misturados que nenhuma faixa é cópia de artista A ou B, porque possuem características de produção de diversos. Hall and Oates (fase Out of Touch), Stevie Nicks, Huey Lewis and the News, Paul Simon (fase Graceland), Peter Gabriel (fase So), Steve Winwood (fase Higher Life) são fração das influências e semelhanças encontradas em The Desired Effect, lançado em maio de 2015.

Canções fortes produzidas por Ariel Rechtshaid, que nos anos de inspiração seriam pejorativamente chamadas de exageradas. Hoje, críticos usam o mesmo adjetivo para elogiar. Untangled Love é o tipo de Americana febril de estádio para ver o show cantando com os braços pra cima. Diggin’ Up the Heart é rockão cinquentista produzido como o século XXI percebe os 80’s produzindo rock dos Anos Dourados. Rick Springfield querendo ser Bruce Springsteen encontra Dire Straits. Para ser mais typical 80’s só se tivesse participação da Tina Turner, onipresente na época.

Teclados múltiplos, bateria pesada, uma tonelada de backing vocals femininos anônimos, eventual vozeirão de negra ao fundo (como não lembrar de Oleta Adams, tendo vivido a década?) e todos – sim, todos – os truques, cacoetes e barulhões power pop à Laura Branigan, Robert Palmer ou Dan Hartman (descansem em paz), mas Lionel Ritchie também virá à cabeça se você prestar atenção e conhecer bem o pop ointentista. A contagiante Can’t Deny My Love tem teclado calmo de Foreigner no começo, mas desabrocha num bombástico hino com piano elétrico merengado à Miami Sound Machine e aquele efeito freestyle que metade dos artistas 80’s usou.

I Can Change não deixa dúvidas quanto à paternidade oitentista de The Desired Effect. Começa baladeira com vozinha fina e piano elétrico, mas no momento em que Brandon promete para a garota que pode mudar, entra a batida de Smalltown Boy, do Bronski Beat bem ao estilo pós-moderno dos meshups e o negócio vira synth-dance pulável. A heterossexualização da letra – a canção dos ingleses do Bronski tem forte subtexto gay – camufla subversão deliciosa, porque quando a promessa é feita à guria pela primeira vez, entra backing vocal fininho; ninguém menos que Jimmy Somerville da canção original, soltando a franga. E quer maldade maior para homofóbicos em potencial do que colocar Neil Tennant, dos Pet Shop Boys, em discreta participação? Claro que a sonoridade Pet Shop Boys tipo It’s a Sin aparece em algum canto do álbum.

Suspeito que o efeito desejado pelo vocalista do The Killers nessa aventura sozinho era ser universalmente amado e respeitado como astro pop. OK, Brandon, você venceu. The Desired Effect é incrível do começo ao fim com sua rememoração de uma década de 1980 bastante imaginada.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaKim Jung Mi - Now (1973)

    16/08/2021

  • Image

    ResenhaMuse - The 2nd Law (2012)

    15/12/2018

  • Image

    ResenhaThe Lathums - How Beautiful Life Can Be (2021)

    10/10/2021

  • Image

    ResenhaCeleste - Celeste (1976)

    16/10/2019

  • Image

    ResenhaIan Anderson - TAAB2 (2012)

    06/04/2019

  • Image

    ResenhaShoplifters of the World

    21/04/2021

  • Image

    ResenhaThieves' Kitchen - Genius Loci (2019)

    21/12/2020

  • Image

    ResenhaJaime e Nair - Jaime & Nair (1974)

    24/08/2021

  • Image

    ResenhaMarina & The Diamonds - The Family Jewels (2010)

    28/04/2021

  • Image

    ResenhaIan Anderson - Thick As A Brick Live In Iceland (2014)

    07/05/2021

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

The Desired Effect

Álbum disponível na discografia de: Brandon Flowers

Ano: 2015

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de The Desired Effect



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.