Resenha

Tudo Tudo Tudo Tudo

Álbum de César Lacerda

2017

CD/LP

Por: Roberto Rillo Bíscaro

Colaborador Especialista

24/07/2020



Adoravelmente discreto

Em entrevista para O Globo, Cesar Lacerda afirmou que tencionava fazer pop em seu quarto álbum, Tudo Tudo Tudo Tudo. Associado ao mundinho descolado indie, o mineiro desejava romper a bolha. Conseguiu: o delicado trabalho une Bossa Nova na música com referência jovenguardista de que tudo mais vá pro inferno na letra.

Tudo Tudo Tudo Tudo abre mão de qualquer complicação indie por arranjos despojados, diretos, assobiáveis, serenos, memorizáveis. É tipo MPB pop, então pode agradar moçada mais jovem e coroas menos ranzinzas.

Sempre achei Me Adora, da Pitty, meio com clima de Jovem Guarda atualizada. Lacerda regravou-a em batida Bossa, ou seja, acabou dando curto circuito nos dois movimentos rivais dos distantes anos sessenta.

Esse caráter despretensiosamente canibal e iconoclasta do pop permeia Tudo, sem fazer alarde. Sei Lá, Mil Coisas tem guitarrinha country easy listening; O Homem Nu é suingue funkeado pra deslizar pelo calçadão em Copacabana. O Marrom Da Sua Cor é sambinha, mas algumas cordas remetem à moda de viola do interior paulista.

Tudo suave, com destaque pra voz branda de César, como na linda balada pop Por Que Você Mora Assim Tão Longe? ou na trompetada melancolia elegante de O Fim da Linha, ápice da performance vocal no álbum.

Voz cândida sobre melodias lindas. Que fã de Everything But The Girl resiste à batida Fascination do violão de Isso Também Vai Passar? Introspecção maciçamente expressa em cordas, Percebi Seus Olhos em Mim é a exceção, porque enfatiza o piano jazzístico.

Difícil não fazer owwwwn pro clima twee de Quando Alguém. Tem escaleta, assobios (um dos assobiadores é Flávio Tris), estalos de dedo e vozinha de moça (Maria Gadú). Outro owwwwn quando percebemos que o fugaz casal da linda Por Um Segundo é homoafetivo. Bem discreto, como tudo no álbum, apenas um “ele” na letra. Claro que não haveria nada de errado se a homoafetividade da letra não fosse discreta.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 11/09/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaPitanga em Pé de Amora - Pitanga em Pé de Amora (2011)

    27/01/2021

  • Image

    ResenhaJessica Childress - Days (2018)

    23/11/2020

  • Image

    ResenhaNath Rodrigues - Fractal (2019)

    19/03/2021

  • Image

    ResenhaO Nome Dela É Gal

    01/09/2021

  • Image

    ArtigoDocumentário idealiza o cantor britânico

    18/07/2018

  • Image

    ResenhaBig Big Train - English Electric Part One (2012)

    17/06/2019

  • Image

    ResenhaCampo di Marte - Campo Di Marte (1973)

    20/08/2019

  • Image

    ResenhaThe Far Meadow - Foreign Land (2019)

    11/03/2021

  • Image

    ResenhaKacey Johansing - No Better Time (2020)

    21/11/2021

  • Image

    ResenhaBlack Marble - Bigger Than Life (2019)

    15/02/2020

Visitar a página completa de Roberto Rillo Bíscaro



Sobre o álbum

Tudo Tudo Tudo Tudo

Álbum disponível na discografia de: César Lacerda

Ano: 2017

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Tudo Tudo Tudo Tudo



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.