Resenha

Metallica

Álbum de Metallica

1991

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

16/07/2020



Evolutivo, absoluto e sincero

O Metallica não tinha mais para onde correr, a banda havia chegado em um momento de suas carreiras em que, a forma mais acertada, seria a de modular seu som,  não se esquecendo de que agora eles eram mais maduros e haviam cometido o pecado do teor financeiro em suas mãos. Fato esse - monetário - ao qual fez uma diferencia na visão e carreira do grupo. Em uma entrevista para o livro/bio da banda, através das mãos de Mick Wall, o baterista e líder, Lars Ulrich, comenta o fator financeiro de forma muito normal e com ar satisfatório, diria ele: "quando lançamos "Master of Puppets" nós, entre turnê e vendagem, nos tornamos ricos, conseguimos tudo o que queríamos". Pelo outro lado, a banda, através do mesmo Lars, tinha uma visão acirrada e queriam chegar em um patamar de fama como a banda U2, e conseguiram, de fato.

"Black Album", como ficou conhecido por todos, pega o Metallica dos primórdios e modela de forma mais acertada as facetas que estavam aparecendo, e a linha melódica, menos ríspida e menos veloz. Na verdade, desde "Ride the Lightning" eles estavam em um trajeto de mudanças contínuas e eram dados como vendidos, e de certa forma eram, e não, infelizmente, as duas coisas se confundiam e em prol de algo melhor.

Com 5 singles, Bob Rock na produção e tudo o mais, a banda exerceu fatores ilimitados, desde perda de matrimônio de alguns, anos afastados de casa, aulas de bateria para Lars e gravações ao pé da madrugada.

Nesse meio todo, James perdeu sua voz e trouxe complicações jamais recuperadas, e Jason compôs como nunca, sendo que ao mesmo tempo começou a enjoar do grupo por fatores extremos e exatos.

O disco rendeu o tanto quanto gastou, em torno de 16 milhões de cópias, sendo que no mundo todo, abrange já uns 40 milhões. 

Para a arte, a banda obteve a vontade de algo inesperado, somente o logo e uma cobra entre o negrito total. 

Melodias e harmonias fazem desse trabalho uma nuance nunca enfatizada pela banda, anteriormente, e flui muito bem. Com tudo, turnê extensa, segunda passagem pelo país, e sonoridade única.

O Grammy agora estava nas mãos e a banda foi praticamente banida do chamado circuito Thrash Metal. Os velhos fãs odiaram em demasia. Enfim, o álbum "...And Justice for All" já dava direção de que eles iriam mudar e muito.

Enter Sandman abre de forma rocker, coesa e soa bem construída, de fato. Sad But True é a melhor, creio eu, tem letra madura e som de peso acertado. Holier Than You é talvez alguma sobra do álbum antecessor, destoa do disco, mas ainda é muito boa, The Unforgiven é bela e não se dá acelerada como as faixas passadas, enfim, uma balada realmente. Pedrada com letra interessante é Wherever im may Roam, excelente, mas seu vídeo clipe é bem enjoativo. Through the Never é pesadinha e tem pegada de Metallica mais antigo, com uma impostação de James muito boa. The God that Failed é perfeita em todo sentido. E ainda temos The Struggle Within, além de outras faixas razoáveis.

Demorei para curtir esse disco, e muito, não me apetecia, mas depois com mais idade e calma, peguei o velho vinil na prateleira e fui ouvir. Grata surpresa!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    DivulgaçãoNovo livro para fãs de AC/DC

    08/09/2020

  • Image

    ResenhaNirvana - Nevermind (1991)

    28/09/2020

  • Image

    ResenhaDio - At Donington UK: Live 1983 & 1987 (2010)

    18/12/2020

  • Image

    ResenhaVenom - Calm Before The Storm (1987)

    22/01/2021

  • Image

    ResenhaSomewhere In Time: Um clássico do Iron Maiden

    23/07/2021

  • Image

    ResenhaExodus - Force Of Habit (1992)

    05/09/2020

  • Image

    ResenhaBlue Öyster Cult - Secret Treaties (1974)

    17/03/2021

  • Image

    ResenhaSaxon - Solid Ball Of Rock (1990)

    07/11/2020

  • Image

    ResenhaLed Zeppelin - The Song Remains the Same (1976)

    26/10/2020

  • Image

    ResenhaQuiet Riot - Condition Critical (1984)

    18/12/2018

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Metallica

Álbum disponível na discografia de: Metallica

Ano: 1991

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,34 - 16 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Metallica:

  • 04
    set, 2020

    No topo!

    User Photo Márcio Chagas
  • 23
    jul, 2018

    Deixando o passado para alcançar o topo do mundo

    User Photo Marcel Dio

Visitar a página completa de Metallica



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.