Resenha

The System Has Failed

Álbum de Megadeth

2004

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

07/07/2020



Mustaine retorna em ótima forma!

No inicio do novo milênio o Megadeth se recuperava de lançamentos erráticos como “Risk” e a debandada de sua formação mais clássica, com as saídas do guitarrista Marty Friedman e do baterista Nick Menza.

Apesar do bom “The World Need a Hero” de 2001, o temperamental líder Dave Mustaine informou a imprensa que havia sofrido uma lesão no nervo do braço direito que o impedia de tocar guitarra. Como não havia certeza de uma recuperação completa, o músico resolveu pôr fim as atividades do grupo.

Em 2004, já plenamente recuperado, Mustaine resolveu voltar paulatinamente a guitarra, trabalhando três horas por noite e quatro dias por semana naquele que seria seu primeiro álbum solo.

A primeira pessoa que Dave chamou para contribuir com canções e solos foi seu antigo parceiro de Megadeth, o guitarrista Chris Polland. O músico havia integrado a banda nos anos 80 ao lado de Mustaine, e posteriormente havia lançado vários álbuns de jazz e jazz rock sob seu nome, além de integrar vários projetos de fusion. Embora estivesse afastado da música pesada, o estilo de Chris é complexo e dinâmico, atendendo as necessidades que o líder necessitava.

Para a cozinha foi contratado o baixista Jimmie Lee Sloas, famoso por seu estilo bluegrass e por integrar o grupo do cantor country Garth Brooks. E para a bateria veio Vinnie Colaiuta, um dos maiores e mais versáteis bateristas de todo mundo. Vinnie fez parte da banda de Frank Zappa e Sting, mas gravou com uma infinidade de artistas das mais variadas categorias, de Joni Mitchell a David Samborn, passando por Ivan Lins e até Sandy & Junior!

Mustaine assumiu a produção ao lado de Jeff Balding e gravou o álbum em estúdios entre o Tenessee e Arizona. Em meio as gravações, Dave recebeu a informação de que a gravadora não havia aceitado que o álbum fosse lançado como seu disco solo, devendo levar o nome do Megadeth na capa por questões contratuais.

Sem saída, o músico aceitou a imposição e até tentou trazer de volta seu velho parceiro, o baixista Dave Ellefson, mas ambos não chegaram a um acordo sobre valores a serem recebidos.

Musicalmente, “The System Has Falled”, pode ser considerado um retorno a sonoridade thrash que tanto consagrou o grupo. Os músicos que acompanham Dave no álbum são veteranos, com larga experiência em estúdio, e conseguiram extrair o melhor de seus respectivos instrumentos sob orientação do líder, um riffmaker nato.

Faixas como "Blackmail The Universe" , que abre os trabalhos e "Kick The Chair", mostram o grupo retornando as origens com seu thrash pesado calcados em cima de riffs característicos criados em demasia por Mustaine nos áureos tempos. A guitarra técnica de Poland se encaixou bem na sonoridade do álbum, se arriscando até a inserir alguns arpejos de fusion de maneira discreta e Vinnie Colaiuta mostra que sabe pesar a mão quando necessário, fornecendo uma base demolidora;

“Back in the Day” também funciona bem, segue pesada, com um riff dobrado, bem ao estilo Iron Maiden ou Saxon, assim como “Something That I´m Not “. Esta ultima, tem um andamento mais cadenciado assim como “Die Dead Enough”, que foi o único single do álbum, tendo sido composta como trilha sonora para o filme “Tomb Rider II”;

Por gosto pessoal, ainda cito “Tears in a Vial”, um heavy tradicional e cadenciado, com solo extremamente melódico;

Mantendo a tradição, a capa do álbum, projetada pelo artista Mike Learn, traz o mascote do grupo Vic Ratllehead no palanque da suprema corte americana, trazendo uma critica ao sistema político americano.

De saldo final temo um disco que, se não pode ser colocado entre os maiores clássicos da banda, também não faz feio, possuindo uma sonoridade densa, pesada, remetendo o ouvinte aos primeiros trabalhos do grupo na maioria das canções.

O álbum chegou as lojas em setembro de 2004 e foi recebido de braços abertos pelos fãs, estreando na 18ª posição do Top 200 da Billboard.

Animado com a repercussão, Mustaine reformou o Megadeth e caiu na estrada coroando a volta de um dos maiores expoentes do Thrash metal.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaLiquid Tension Experiment - Liquid Tension Experiment (1998)

    01/03/2020

  • Image

    ResenhaPeter Frampton - Fingerprints (2006)

    20/03/2020

  • Image

    ResenhaBilly F Gibbons - Hardware (2021)

    01/07/2021

  • Image

    ArtigoOs 10 melhores discos lançados em 2020

    26/12/2020

  • Image

    ArtigoDivas do Jazz e do Blues e suas versões para clássicos do Rock

    20/08/2021

  • Image

    ArtigoCharlie Watts morre aos 80 anos

    24/08/2021

  • Image

    ResenhaDuff McKagan - Tenderness (2019)

    20/09/2021

  • Image

    ArtigoDez grandes temas da franquia 007

    03/11/2020

  • Image

    ResenhaPearl Jam - Ten (1991)

    17/04/2020

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Sticky Fingers (1971)

    23/12/2018

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

The System Has Failed

Álbum disponível na discografia de: Megadeth

Ano: 2004

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,3 - 5 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de The System Has Failed



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.