Resenha

Angelus

Álbum de Milton Nascimento

1994

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

20/06/2020



Milton Nascimento no seu auge criativo e multi-cultural!

Milton nascimento sempre foi um artista multi-cultural, indo facilmente da MPB a World Music, passando com desenvoltura pelo jazz. Mas o músico nem sempre conseguia mostrar todas essas facetas em seus trabalhos como artista solo. Tal feito só foi realizado com a gravação de “Angelus”, lançado em 1994. Neste álbum,  Milton não só estava no auge de sua forma, como conseguiu reunir um time de músicos e convidados especiais digno dos maiores cantores mundiais. Gente do porte do arranjador Gil Goldestein, do percussionista Naná Vasconcelos, do amigo Flávio Venturini, entre outras feras nacionais e internacionais.

“Seis hortas Da Tarde”, (hora de reflexão em minas), abre o CD. Um tema instrumental em que Milton solfeja lindamente, acompanhado do sax do jazzista de Wayne Shorter. Uma canção de um lirismo quase palpável;  “Estrelada” é a segunda faixa. Milton faz um dueto com o cantor Jon Anderson (o eterno vocalista do grupo de rock progressivo Yes),  juntos eles cantam uma verdadeira ode de amor ao nosso planeta, em outro magistral momento do CD;

 “De um Modo Geral” mostra o cantor flertando com o rock, mas encharcado de  jazz, cortesia do sax de Wayne Shorter, que mais uma vez se faz presente. O contratempo utilizado por Robertinho silva no final da faixa é magistral; A faixa-título do álbum é mais uma instrumental onde Milton faz belos scats ao lado do então adolescente Leonardo Bretas.

 “Coisas De Minas” é uma das melhores e mais interessantes faixas de toda a carreira do vocalista. Aqui Milton tenta mostrar através da música, tudo que pode ser encontrado em Minas Gerais! O começo com a viola caipira de Wilson Lopes e da sanfona de Hugo Fattoruso nos remete ao interior do estado, principalmente pelo acompanhamento de percussão, característico das festas regionais. Porém, o pluralismo de ritmos faz a canção transitar até mesmo pelo terreno do jazz, encerrando a ultima parte com um solfejo impressionante do cantor, que ao lado da sanfona, nos remete a Ave Maria, tão idolatrada pelos mineiros; A seguir, temos “Hello Goodbye”, uma das mais belas versões já feita para uma música dos Beatles. O cantor já apresentava essa canção em seus shows e resolveu eternizá-la no CD;

 “Sofro Calado” é uma pequena canção em que Milton canta em cima da percussão de seu parceiro, o baterista Robertinho Silva. O próprio Robertinho me disse em entrevista, que durante a gravação do disco, realizada em uma fazenda, ele cismou de fazer um som com pás, enxadas e todo tipo de equipamento agrícola. Milton chegou ao estúdio, adorou a idéia e cantou algo em cima da base percussiva,  nascendo assim uma nova canção. 

“Clube da Esquina nº 2”, que fez sucesso na voz de Lô Borges, foi regravado pelo cantor, com uma interpretação emocionante e passional, proporcionando ao ouvinte um dos melhores momentos do trabalho. Milton a canta de maneira forte, incisiva, com contratempos no final das estrofes, proporcionado um releitura interessante do tema;  “Meu Veneno” é uma pequena e soturna balada, uma parceira do cantor com Ferreira Gullar, que tem a percussão de Naná Vasconcelos como destaque. 

“Only A Dream In Rio” celebra mais um dueto de Milton, dessa vez com o romântico cantor James Taylor. A escolha de Taylor foi acertada para essa canção, uma declaração de amor à cidade maravilhosa, cantada magistralmente pela dupla; “Qualquer Coisa A Haver Com O paraíso”, é outro dueto vocal. Aqui Milton tem ao seu lado Peter Gabriel, seguramente um dos maiores cantores ingleses. Escutar os dois cantando juntos, é  algo no mínimo, divino;

 “Vera Cruz” é mais uma regravação de Milton, mas aqui o cantor a subverteu a um delicioso jazz. Não poderia ser diferente, visto que o cantor é acompanhado por Pat Metheny (guitarra), Herbie Hancock (Piano), Ron Carter (Baixo) e Jack Dejohnette (Bateria). Pat Metheny sempre foi uma referência em termos de guitarra no jazz e os 3 últimos citados fizeram parte da banda do lendário Miles Davis. Milton não poderia estar melhor acompanhado; A parceria com o quarteto se repete em “Novena”, próxima faixa, que, claro, é tão jazzística quanto a primeira citada;

 “Amor Amigo” é uma balada em que Milton se faz acompanhado somente pelo piano de Herbie Hancock e a guitarra de Metheny. uma canção de levar as lagrimas qualquer ouvinte. O CD termina com uma outra versão de “Sofro Calado”, apenas ao piano e voz.

Em “Angelus” Milton não atingiu só seu ápice criativo como cantor e compositor, mas idealizou uma verdadeira obra prima da música popular brasileira, das escolhas das canções, passando pela belíssima capa e pela escolha dos convidados, tudo aqui foi previamente calculado e organizado. Se você puder ter somente um CD de MPB, que seja esse. Essencial!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaRush - Hemispheres (1978)

    30/04/2021

  • Image

    ResenhaNey Matogrosso - As Aparências Enganam (1993)

    20/09/2020

  • Image

    ResenhaThe Jelly Jam - The Jelly Jam (2002)

    23/03/2020

  • Image

    ResenhaKing Crimson - Red (1974)

    08/07/2019

  • Image

    ResenhaLed Zeppelin - Coda (1982)

    20/05/2020

  • Image

    ResenhaCozy Powell - Over The Top (1979)

    02/11/2021

  • Image

    ResenhaTerje Rypdal - Waves (1978)

    24/10/2021

  • Image

    ResenhaQueen - A Kind Of Magic (1986)

    25/10/2019

  • Image

    ResenhaSteve Vai - Alive In An Ultra World (2001)

    02/02/2020

  • Image

    ResenhaMarco Minnemann - Orchids (2002)

    04/04/2020

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Angelus

Álbum disponível na discografia de: Milton Nascimento

Ano: 1994

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Angelus



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.