Resenha

À La Carte

Álbum de Triumvirat

1978

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Especialista

17/06/2020



Quando a gravadora assume uma banda e a destrói completamente

Infelizmente o Triumvirat estava perdendo a sua música progressiva muito pela chegada de uma virada de década – onde as bandas setentistas estavam tendo que se reinventar -, e também por uma pressão da gravadora que já havia começado no disco anterior, Pompeii, em que pediam para que a banda fizesse um som ainda mais favorável para se tocar nas rádios. Pompeii também foi o último disco da banda a ter alguns traços progressivos, pois a partir de agora isso iria desaparecer totalmente. 

 Quando À La Carte foi lançado em 1978, a banda não poderia ser considerada nem mesmo a sombra do que havia sido em um passado naquele tempo nem tão distante assim. Fritz segue como membro original, mas sem poder algum na banda, quem decidia e mandava nas coisas era a gravadora, inclusive, foi usando esse poder que ela escolheu os músicos participantes do álbum. Barry Palmer, o vocalista de Pompeii, foi substituído por David Hanselmann, Werner Kopal foi contratado como o baixista no lugar de Dieter Petereit e Matthias Holtmann foi contratado para substituir o baterista Curt Cress. Como dá pra perceber, a banda mais uma vez experimentou uma reforma completa. Aí vemos que além dos músicos, também tem uma orquestra, e com isso a tratamos como uma espécie de trunfo e que possa servir até mesmo como uma espinha dorsal do disco, porém, o resultado não passou de uma grande quantidade de músicos em pé em cima de uma base musical fraquíssima e instável destinada ao fracasso. Um verdadeiro desperdício de talento, tempo e pessoas.

Acho que não é preciso dizer que em À La Carte não há nenhuma suíte ou conceito, sendo o disco composto somente por músicas individuais e sem ligações algumas umas com as outras. Desde o início, o disco explode com um som sacarino que soa até mesmo ofensivamente simples e carente de qualquer criatividade. Aqueles teclados muitas vezes comparados aos potentes usados por Keith Emerson, agora dão lugar a um piano elétrico e cheio de clichê. Nenhuma das músicas é cativante ou consegue despertar o mínimo de interesse que seja. É triste ouvir e perceber que não existe paixão em nenhum momento do álbum. O saldo que se tira ao ouvir o Lado A é que estamos diante de um disco repleto de músicas pop mal acabadas soando horrivelmente iguais, mesmo quando são adicionados vozes extras e trompete. 

O que esperar do Lado B? Após os primeiros segundos de “I Don't Even Know Your Name”, a resposta vem fácil, ou seja, a mediocridade sólida encontrada no Lado A. Uma sonoridade meio Disco que é auxiliada por uns metais muito runs, onde tudo soa ainda pior quando a banda tenta tocar uma espécie de rumba no intervalo instrumental da faixa. “A Bavarian in New York" é onde certamente o ouvinte pode ter contato ao menos com algo parecido com o passado da banda, ótimas – até estranho usar essa palavra aqui neste texto – seções de órgão e sintetizadores, porém, os gritos forçados e o uso de metais são tão ruins que seja provável que você nem mesmo notará. Não dá mais pra falar tanto sobre cada música, mas o disco ainda oferece “Original Soundtrack From The Movie”, “Darlin’” e “Good Bye”, onde, respectivamente, uma é trilha sonora de sonoridade Disco de doer os ouvidos, a outra é um cover mais bem produzido do Beach Boys, não é ruim, mas não diz nada, e por ultimo fechando, uma balada horrível e de nome muito curioso, mas eu acho que nem todo mundo tem paciência de chegar ao fim do disco para que ele se despeça do ouvinte com a faixa “Good Bye”. 

Às vezes eu acho que a gravadora não apenas queria mudar a direção da banda, parece que houve sabotagem, ela de fato queria destruir e arruinar com a Triumvirat. Ninguém estava interessado nesse tipo de som, afinal, o disco vendeu muito mal. No entanto, ninguém aprendeu sua lição com esse fracasso, pois houve mais uma tentativa de estrelato pop com um álbum ainda pior a seguir. Este é aquele tipo de disco que não agrada fãs mais obstinados e não vale absolutamente nada para colecionadores. Só indicado para quem tem a curiosidade do quão ruim uma banda pode soar em tão pouco tempo em relação aos seus melhores dias. Conselho final? Fique longe disso.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaWarhorse - Warhorse (1970)

    17/06/2020

  • Image

    ResenhaPremiata Forneria Marconi - L’isola di Niente (1974)

    16/06/2020

  • Image

    ResenhaRhapsody of Fire - Symphony Of Enchanted Lands (1998)

    12/11/2019

  • Image

    ResenhaYes - Magnification (2001)

    06/10/2017

  • Image

    ResenhaCaravan - If I Could Do It All Over Again, I'd Do It All Over You (1970)

    10/06/2021

  • Image

    ResenhaDream Theater - Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory (1999)

    21/03/2020

  • Image

    ResenhaFamily - Family Entertainment (1969)

    31/10/2020

  • Image

    ResenhaMarillion - Clutching At Straws (1987)

    30/09/2017

  • Image

    ResenhaAgalloch - The Mantle (2002)

    10/06/2020

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - Aspirant Sunrise (1991)

    22/03/2021

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

À La Carte

Álbum disponível na discografia de: Triumvirat

Ano: 1978

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 1,5 - 3 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de À La Carte



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.