Resenha

Private Dancer

Álbum de Tina Turner

1984

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

11/05/2020



A diva

Tina é uma referência absoluta e não tem como não valorizar sua voz, interpretação e também seu dinamismo nós palcos. Dona de uma sensualidade própria e sem soar vulgar, Turner seguiu aqui com seu quinto álbum solo; e que álbum caros leitores.

Tina havia se separado de Ike, o cara se valeria do talento da cantora durante anos - não que ele não o tivesse - mas o fato é que, como um machista nato e sem limites, ele quase acabou com Turner, que resolveu sair fora e cuidar de sua carreira de forma concisa e promissora. Aqui, em 1984 com "Private Dancer", a cantora conseguiu o feito de números decisivos em vendas e rumou de vez nas graças da mídia. Singles, vídeos e muito mais agora eram parte de uma década recheada de coleções de sucessos. 

A faixa título fora composta por Mark Knofler, ex-Dire Straits e, em conjunto com a obra toda, trouxe um delírio musical - no bom sentido - para o repertório do álbum. Temos de tudo, Pop, Soul e Rock, em um apanhado bem constituído e que flui muito além do esperado. 

Tina ficou semanas nas paradas e rendeu posições saudáveis nos charts e ainda por cima ganhou 5 platinas com mais de milhões e muitos milhões em vendagens. O Grammy também se sujeitou à artista. Que fase ótima e que aparato musical delicioso, mesmo sendo calcado nas linhas radiofônicas dos anos 80.

"I Might Have Been Queen", "Whats Got to do Love with It", "Private Dancer",  "Let's Stay Together" e "Better be Good to Me" são obras bem delineadas e compõem de forma certeira essa preciosidade musical, essa arte em si.

Gosto de todas as fases de Tina, e aqui temos um item obrigatório na discografia.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaAC/DC - Flick Of The Switch (1983)

    28/10/2018

  • Image

    ArtigoAC/DC: Discografia Bon Scott

    20/05/2021

  • Image

    ResenhaMorbid Angel - Altars Of Madness (1989)

    27/03/2020

  • Image

    ResenhaNina Hagen - Angstlos (1983)

    05/02/2021

  • Image

    ResenhaHalford - Crucible (2002)

    01/12/2020

  • Image

    ResenhaGene Simmons - Gene Simmons (1978)

    12/05/2020

  • Image

    ArtigoIron Maiden: Seus 10 grandes álbuns

    08/06/2021

  • Image

    ResenhaAC/DC - Who Made Who (1986)

    22/05/2020

  • Image

    ResenhaPink Floyd - The Final Cut (1983)

    24/06/2020

  • Image

    ResenhaKrisiun - Scourge Of The Enthroned (2018)

    12/04/2021

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Private Dancer

Álbum disponível na discografia de: Tina Turner

Ano: 1984

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Private Dancer



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.