Resenha

Cut Loose

Álbum de Paul Rodgers

1983

CD/LP

Por: André Luiz Paiz

Webmaster

30/03/2020



Seguindo novos caminhos

Com o desgaste e a saída de Paul Rodgers do Bad Company, restou ao músico seguir em carreira solo. Sua intenção de fazer as coisas do seu jeito era tão clara, que "Cut Loose" traz somente o vocalista e mais ninguém. Sim, Paul, o Rogers, fez como o McCartney, compôs tudo e gravou todos os instrumentos em sua casa, e o resultado ficou muito bom.

"Cut Loose" é uma mistura do novo e também o passado de Paul com o Free e início do Bad Company. Sim, temos blues, rock e um pouco de pop oitentista também. Boas melodias e uma excelente performance vocal garantem uma boa audição.

"Fragile" tem uma ótima pegada hard e abre bem os trabalhos. O lado blues vem forte com a excelente "Cut Loose". "Boogie Mama" e "Talking Guitar Blues" também seguem o mesmo caminho, sendo esta última a que mais nos remete aos tempos de Free. Do lado das baladas, temos a ótima "Live in Peace", que mais adiante seria reaproveitada no segundo álbum do projeto The Firm. Com ela, temos a densa "Rising Sun", com belas linhas de guitarra, e "Northwinds", bem similar. Por fim, as canções citadas se alternam com momentos mais acessíveis e que chegam próximos ao pop, como "Sweet Sensation", a mais descarada delas, além de "Morning After The Night Before" e "Superstar Woman", esta uma composição reaproveitada dos tempos de Bad Company. Ambas lembram os últimos álbuns da banda antes da saída de Paul.

Não espere um clássico, mas você certamente encontrará bons momentos em "Cut Loose". Depois daqui, Paul mergulharia com Jimmy Page em mais um projeto de grande sucesso, o já citado The Firm. Para quem não conhece, seu disco de estreia é imperdível.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre André Luiz Paiz

Nível: Webmaster

Membro desde: 20/03/2017

"Sou um profissional de Tecnologia da Informação apaixonado por música. Criei o site do 80 Minutos para que as pessoas possam compartilhar suas opiniões sobre os seus álbuns favoritos e propagá-las Brasil afora"

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaKing Company - One For The Road (2016)

    20/09/2017

  • Image

    ResenhaLonerider - Attitude (2019)

    15/10/2019

  • Image

    ResenhaPlace Vendome - Streets Of Fire (2009)

    04/03/2021

  • Image

    ResenhaSavatage - Poets And Madmen (2001)

    24/08/2021

  • Image

    EntrevistaRoy Khan

    22/05/2018

  • Image

    ResenhaEloy - Eloy (1971)

    21/09/2019

  • Image

    ResenhaCircle II Circle - Watching In Silence (2003)

    16/07/2021

  • Image

    ResenhaKiss - Dressed To Kill (1975)

    16/03/2018

  • Image

    ResenhaUriah Heep - Different World (1991)

    11/06/2021

  • Image

    ResenhaDio - Strange Highways (1993)

    26/01/2021

Visitar a página completa de André Luiz Paiz



Sobre o álbum

Cut Loose

Álbum disponível na discografia de: Paul Rodgers

Ano: 1983

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Cut Loose



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.