Resenha

Kilroy Was Here

Álbum de Styx

1983

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

27/03/2020



Uma tentativa fracassada de um álbum conceitual

Confesso que a minha relação com a música do Styx nunca foi necessariamente de grande amor, mas a banda tem sim trabalhos elogiáveis e que os já ouvi bastante, algo que infelizmente passa longe de ser o que acontece com Kilroy Was Here, disco lançado pelo grupo em 1983. Inclusive, a banda já não vinha bem das pernas, tendo acontecido a sua dissolução pouco depois desse lançamento, algo que duraria cerca de cinco anos. 

Mas o pior de tudo estava por vir, afinal, para apoiar um conceito de qualidade extremamente pobre, essa coleção de músicas fracas ainda ganharam um vídeo de cerca de trinta minutos, no qual DeYoung, no papel de Kilroy, salva o Rock & Roll do Dr. Righteous, por um motivo que eu nem lembro ao certo, acho que é pela moralidade musical ou algo assim. O certo é que é um dos filmes mais ridículos que já vi e sinto vergonha alheia até mesmo em apenas lembrar.

“Mr. Roboto” é a faixa que inicia o disco. Uma música brega do início ao fim, letras quase cômicas, até mesmo o seu ótimo refrão, algo que eu costumo valorizar bastante em uma música, não consegue ser capaz de tirá-la do caminho da perdição. A bateria soa mecânica e com falta de inspiração. Acho que para um musical ela até que pode ser boa, mas não é de um musical que estamos falando aqui. 

“Cold War” é uma música bastante anódina e sem expressão, sem pé nem cabeça, enfim, a banda até tenta fazer um rock, mas a adição de algumas seções rítmicas muito fracas fazem a qualidade piorar ainda mais em relação a primeira faixa. 

“Don't Let It End” é uma balada, mas ao menos soa mais eficaz do que as duas faixas anteriores mostraram. Aqui eles pelo menos se parecem com o Styx, tem um coro muito bom e algumas mudanças de andamento bem legais. Bonita e de certa forma um pouco parecida com “Babe”, mas a acho melhor. 

“High Time” da a certeza do que já parece está explícito desde o começo do disco, aqui não se trata de um álbum de rock, mas um musical da Broadway, não é possível, toda a estrutura dessa música está preparada para que possamos ver pessoas contracenando ao fundo  enquanto cantam e dançam. Nada contra musicais, mas isso não é Styx, isso pra mim é descer o mais fundo do poço que conseguem. 

“Heavy Metal Poisoning” é a primeira música do álbum que soa como um rock and roll de verdade. O vocal está muito bom, pena que as letras não são menos do que medíocres, de qualquer forma, o som tirado pela banda está legal, principalmente pela bateria. 

“Just Get Through This Night” de certa forma é uma música difícil de definir. Aparentemente parece que eles tentam soar mais experimental, mas é só os vocais aparecem pra essa sensação – muito boa por sinal – ir pelos ares. Não passa de uma espécie de balada suave e chata ao extremo. 

“Double Life” não é exatamente uma música excelente, mas contem bons elementos da banda, como um bom refrão, guitarra interessante e decentes trabalhos de teclado. Certamente um dos momentos do álbum que merece atenção.

“Haven't We Been Here Before” é mais uma balada do disco, mas com uma atmosfera bem melhor que as anteriores. Cativante e mostra que a banda pode tranquilamente fazer um pop sem necessariamente soar brega ou sem graça. Mais um ponto positivo para o álbum. “Don't Let It End (reprise)” encerra o disco de maneira decente e em alto astral. 

Apesar de até ter alguns momentos que o transforma em um bom disco, as manchas negativas deixadas por certas músicas são tão profundas, que elas não me permitem classifica-lo nem como mediano. No mais e em poucas palavras, Kilroy Was Here é uma tentativa fracassada de um álbum conceitual.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaFocus - 3 (1973)

    05/07/2018

  • Image

    ResenhaMaestrick - Espresso Della Vita: Solare (2018)

    12/07/2018

  • Image

    ResenhaBanco Del Mutuo Soccorso - Darwin! (1972)

    19/03/2019

  • Image

    ResenhaNuova Era - Il Passo Del Soldato (1995)

    31/03/2020

  • Image

    ResenhaVan Der Graaf Generator - The Least We Can Do Is Wave To Each Other (1970)

    18/04/2018

  • Image

    ResenhaDevin Townsend - Ocean Machine - Biomech (1997)

    22/11/2020

  • Image

    Resenha One World Tapestry - Progressive Rock from Around the World (2005)

    18/03/2019

  • Image

    ResenhaIron Maiden - Piece Of Mind (1983)

    25/04/2018

  • Image

    ResenhaRick Wakeman - The Myths And Legends Of King Arthur And The Knights Of The Round Table (1975)

    26/03/2020

  • Image

    ResenhaGenesis - Selling England by the Pound (1973)

    28/09/2017

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Kilroy Was Here

Álbum disponível na discografia de: Styx

Ano: 1983

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 2 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Kilroy Was Here



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.