Resenha

Endless Forms Most Beautiful

Álbum de Nightwish

2015

CD/LP

Por: Vitor Sobreira

Colaborador

16/10/2017



Evolução... Ainda que constante!

Se o excelente “Imaginaerum” (2011) foi o fim de uma ótima fase musical com Anette Olzon, “Endless Forms Most Beautiful”, lançado em 2015 pela Nuclear Blast, foi o início de outra, também marcante e com algumas surpresas e novidades.

O oitavo registro oficial da banda finlandesa, já não contou com o baterista Jukka Nevalainen, que precisou se afastar da banda para se recuperar melhor de uma complicada insônia que há tempos o prejudicava. No entanto, ainda continuou responsável por algumas questões administrativas da banda, e, no encarte ainda foi citado como seu membro. Para seu lugar então, foi sugerido o também finlandês Kai Hahto, vindo dos grupos Wintersun e Swallow the Sun, creditado como o responsável pelas gravações da bateria no disco. Já para os vocais, após alguns meses de especulação e suspense, foi anunciada a holandesa Floor Jansen, já bem conhecida, por seu trabalho no After Forever e ReVamp, além de participações especiais no Ayreon e Star One, sendo recebida com muita empolgação e surpresa, devido ao fato de possuir um nome forte na cena metálica e uma técnica vocal impressionante. Fechando as adições, o músico inglês Troy Donockley foi efetivado oficialmente no grupo, após anos de brilhante parceria, onde além dos instrumentos exóticos, ainda cantou em alguns momentos.

A temática do álbum foi baseada principalmente na Ciência, mais precisamente nas teorias evolucionárias de Charles Darwin e do professor Richard Dawkins (que por sua vez, participou, fazendo narrações na primeira e na última faixa, citando passagens de seus livros), além de alguns outros temas relacionados à fantasia e à realidade. Em relação ao incrível trabalho gráfico, novamente ficou a cargo de Janne & Gina Pitkänen, que realmente nunca decepcionam!

O primeiro single, foi “Élan”, que recebeu um vídeo clipe muito bem feito (e que deve ter custado alguns milhares de euros), com suas melodias de muito bom gosto e tendendo para o suave, mas não querendo largar das mãos do peso. Depois do lançamento, ainda foi liberado também o single/lyric video da faixa título, já mais pesada e dinâmica, como o Nightwish deve soar (pelo menos, na maioria do tempo). Como parece ter virado tradição, uma faixa com um tempero mais Folk não poderia ter faltado, e “My Walden” foi a destinada, com Troy cantando os primeiros versos em galês, com um andamento bem envolvente, enquanto que “Weak Fantasy”, uma das mais pesadas do álbum, curiosamente me remeteu um pouco ao trabalho de Floor no ReVamp.

Obviamente, todas as onze composições são espetaculares, e fazem justiça ao famoso Symphonic Metal do grupo, ainda com resquícios sombrios, teatrais e sutilmente épico. Dando sequência… O encerramento com “The Greatest Show on Earth”, dividida em cinco capítulos (I – Four Point Six; II – Life; III – The Toolmaker; IV – The Understanding; V – Sea-Worn Driftwood), exibe muita variação de passagens, indo das orquestrações (que remetem à temática de Evolução), até as partes metálicas e dinâmicas, entretanto, penso que poderia ter sido “enxugada” em alguns minutos, já que ultrapassa os vinte! “Your is an Empty Hope” é mais pesada também, enquanto que “Our Decades in the Sun” soa razoavelmente cadenciada e a direta “Shudder Before The Beautiful”, que inicia o tracklist, possui muita energia. Agora, “Edema Ruh” e “Alpen Glow” também não podem ser esquecidas, devido ao leve acento épico, que remete às antigas composições. Já “The Eyes of Sharbat Gula” é uma instrumental bem profunda, inspirada em uma conhecida fotografia de uma menina afegã.

Grandiosidade, é o que descreve perfeitamente esta banda, que agrada a muitos e desagrada a outros tantos, com sua musicalidade rica e sentimental, proveniente de no minimo 90% de seu líder, compositor e tecladista Tuomas Holopainen – em parceria com seus companheiros de jornada, que a cada vez mais vão tendo alguma liberdade em colaborar no processo criativo, ajudando ele a tornar sua música realidade. Não poderia deixar de citar também que o trabalho contou com a participação da Orchestre De Grandeur, com 50 instrumentistas, além do The Metro Voices, com 20 vocalistas e do The Children’s Choir, contando com 20 jovens cantores de Londres contribuindo igualmente, com os climas épicos e pomposos de toda esta obra!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Vitor Sobreira

Nível: Colaborador

Membro desde: 13/10/2017

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaKiss - Love Gun (1977)

    30/07/2018

  • Image

    ResenhaPride of Lions - Fearless (2017)

    03/06/2018

  • Image

    ResenhaKiss - Crazy Nights (1987)

    16/10/2017

  • Image

    ResenhaKiss - Asylum (1985)

    16/10/2017

  • Image

    ResenhaNightwish - Oceanborn (1998)

    16/10/2017

  • Image

    ResenhaHellish War - Keep it Hellish (2013)

    19/05/2020

  • Image

    ResenhaVirgin Steele - Life Among The Ruins (1993)

    19/10/2017

  • Image

    ResenhaKamelot - The Shadow Theory (2018)

    18/04/2020

  • Image

    ResenhaPink Floyd - Wish You Were Here (1975)

    12/02/2018

  • Image

    ResenhaSoulfly - Primitive (2000)

    08/04/2019

Visitar a página completa de Vitor Sobreira



Sobre o álbum

Endless Forms Most Beautiful

Álbum disponível na discografia de: Nightwish

Ano: 2015

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 3,94 - 8 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Endless Forms Most Beautiful:

  • 06
    set, 2018

    Volta aos trilhos com estilo

    User Photo André Luiz Paiz

Visitar a página completa de Endless Forms Most Beautiful



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.