Resenha

Alive In An Ultra World

Álbum de Steve Vai

2001

CD/LP ao Vivo

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

02/02/2020



O mais ambicioso e exótico trabalho de Mister Vai!

Steve Vai iniciou sua carreira na banda de Frank Zappa e se tornou conhecido após integrar a banda solo de Davi Lee Roth ainda nos anos 80. Embora muitos o coloquem ao lado dos guitarristas Shreds lançados naquela década, como Joe Satriani e Yngwie Malmsteen, é notório que sua obra é mais complexa e vanguardista, uma vez que Steve sempre gostou de inovar e surpreender seus ouvintes.

No inicio da década de 2000 o guitarrista se preparava para lançar seu primeiro álbum duplo ao vivo, e ao invés de fazer como a maioria dos músicos que apresentam ao vivo seus maiores sucessos,  Vai resolveu colocar em prática uma ideia ambiciosa, excêntrica e genial: gravar somente musicas inéditas dedicadas a vários países do mundo, com influência cultural e musical de cada um dos países homenageados e gravadas ao vivo no próprio país. Ou seja, a musica de homenagem ao Japão seria gravada ao vivo no Japão, a dedicada a Portugal em Portugal e assim por diante.

Uma ideia deste porte demandou muito trabalho e uma enorme pesquisa antropológica realizada por Vai a fim de conhecer a cultura e nuances de cada nação homenageada.

O guitarrista, que saiu em turnê com sua banda na “The Ultra Zone Tour” em janeiro de 2000, muitas vezes compunha e fazia pesquisas na estrada, tornando o trabalho ainda mais desgastante. 

Na ocasião a banda formada por Vai era: Mike Keneally nos Teclados, Guitarra e Vocais; seu fiel escudeiro Dave Weiner,   Guitarra, Violão e Cítara; Philip Bynoe,  Baixo e Vocais; e Mike Mangini na Bateria. Chris Frazier tocou bateria apenas em “Whispering A Prayer”.

Após o fim da turnê, Steve Vai tinha em suas mãos 15 canções sendo apenas duas com vocais. No encarte do álbum fica claro que Steve nem sempre conseguiu gravar a canção dentro do país homenageado, como é o caso de “Giant Balls of Gold” dedicada a Polônia e gravada na Grécia ou “The Black Forest” dedicada a Alemanha e gravada em Glasgow na Escócia. Em outras ocasiões, o músico optou por escolher a versão gravada durante a passagem de som e não propriamente durante o show, com certeza devido a qualidade do material. Vai explica tudo com detalhes no encarte do álbum, inclusive a necessidade de se usar alguns overdubs e correções feitas posteriormente em estúdio.

Musicalmente, na maioria dos temas Steve conseguiu capturar a essência musical de cada país homenageado, porém em outros, essa conexão se torna menos óbvia e evidente, necessitando de uma percepção atenta para identifica-la, como em “Brandos Costumes” dedicada a Portugal, ou em “Burning Rain”,  onde não consegui reconhecer praticamente nada da cultura japonesa apesar da beleza do tema. “Devil´s Food” foi criada para homenagear a Holanda, e embora seja interessante, só consegui perceber nela uma enorme influência de Frank Zappa;  “Blood And Glory” tem a verve e grandiloquência britânica, e uma enorme conexão  com Queen e Brian May.

Porém, em outras canções essa influência cultural é facilmente perceptível, e devido a proposta apresentada por Vai, achei muito mais interessante o segundo grupo, em que destaco “Being with You” dedicada a frança, com a participação especial de Scott Palacios no acordeom, deixando a atmosfera francesa ainda mais evidente; “Babushka”, dedica da Romênia, com seu andamento exótico, lembrando a musica cigana,  a participação de Shankar no violino, e uma deliciosa brincadeira de Steve tocando jazz pra plateia antes da execução do tema.

“Whispering on a Prayer” também merece destaque, foi dedicada a Irlanda e rendeu ao guitarrista uma indicação ao Grammy por melhor performance de rock instrumental. É uma balada bucólica considerada pelo músico como a mais bela peça instrumental já composta por ele. A faixa remete a seu maior sucesso “For The Love of God”; “Iberian Jewell”, dedicada à Espanha é outro bom destaque, onde há espaço para violões e guitarras em um tema estruturado dentro dos parâmetros da musica flamenca.

É interessante perceber que o guitarrista, que também produziu o álbum, explorou novos timbres e harmonias, algo extremamente necessário, uma vez Steve se aventura por estilos e gêneros nunca antes explorados. A banda que o acompanha é da mais alta qualidade, soando coesa o tempo todo e conseguindo captar as ideias do líder em relação a estrutura musical de cada tema proposto.


"Alive in a Ultra World" chegou ao mercado em junho de 2001, e pode ser considerado o trabalho mais original e ambicioso já realizado pelo guitarrista. Todos os 15 temas são irrepreensíveis do ponto de vista musical e embora tenha sido gravados em varias partes do mundo, o álbum possui uma consistência de um único show.

Apesar de soar tão fresco e original o trabalho passou meio despercebido pelo grande público, talvez por não entenderem a proposta criada ou pelo fato de Steve ter apresentado canções muito diferente do que a maioria esperaria dele. Porém, não é exagero dizer que o disco marca o amadurecimento musical do guitarrista e se tornou um divisor de águas em sua  carreira. Mesmo os que não gostam de sua carreira solo devem conferir este projeto de alta qualidade.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaGilberto Gil - Unplugged (1994)

    26/06/2020

  • Image

    ResenhaSupertramp - Breakfast In America (1979)

    22/10/2019

  • Image

    ResenhaMarco Minnemann - Orchids (2002)

    04/04/2020

  • Image

    ResenhaGov't Mule - Dose (1998)

    26/09/2018

  • Image

    ResenhaRush - Caress Of Steel (1975)

    29/05/2021

  • Image

    ResenhaMcCoy Tyner - Guitars (2008)

    08/09/2021

  • Image

    ResenhaFish - Sunsets Of Empire (1997)

    27/08/2020

  • Image

    ResenhaPaul Rodgers - The Royal Sessions (2014)

    18/03/2018

  • Image

    ResenhaGenesis - Selling England by the Pound (1973)

    25/03/2018

  • Image

    ResenhaVon Hertzen Brothers - Red Alert In The Blue Forest (2022)

    20/03/2022

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Alive In An Ultra World

Álbum disponível na discografia de: Steve Vai

Ano: 2001

Tipo: CD/LP ao Vivo

Avaliação geral: 4,5 - 1 voto

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Alive In An Ultra World



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.