Resenha

Fly By Night

Álbum de Rush

1975

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

18/01/2020



Alçando voo

O Rush vinha de uma turnê e um disco de estúdio, mas com outro baterista, no caso - John Rutsey (R.I.P.) -, mas que no caso veio a ser substituído por Neil Peart - infelizmente vindo a falecer esse ano - que além de músico exemplar, seria fundamental letrista do grupo (já que o mesmo era um leitor assíduo) e seus temas prediletos eram ficção científica, mitologia, surrealismo, entre outros. Assim com a mudança de baterista, meio a contra gosto, isso segundo a própria banda, fizeram os testes e, quando Neil tocou em seu kit, a Alex e Lee ficaram pasmos com a desenvoltura já precoce do músico na época. Então, com a entrada de Peart, o Rush daria um salto muito além de suas fronteiras inicias. 

Em uma entrevista mais antiga, Neil conversando com repórter ele disse: "Eu me preparei para me desenvolver musicalmente, estudei por longo período, desde cedo". Então, realmente ele tinha ambições musicais e, a cada passo na carreira da banda, essas mesmas ambições musicais fariam da banda uma potência com níveis absolutos. As alternâncias de tempo no Rush são realmente difíceis de se executar, as linhas de baixo e guitarras são muito bem articuladas e a excelência de Neil para compor as letras é notável. 

Em "Fly by Night", de 1975, a banda segue com o Rock e Hard, mas começa com o flerte entre esses dois estilos e o progressivo. No álbum seguinte, eles dariam um passo maior por essa direção. A diferença sonora nesse segundo long play é demasiadamente superior ao debute. Terry Brown concebeu com a banda um som forte, audível e de peso. E Brown seguiu o Rush como seu produtor até o ano de 1982. 

O disco foi lançado pela Mercury ao redor do mundo e o mesmo compreende em torno de 37 minutos de música; minutos estes que são de tirar o fôlego. 

A arte do álbum é um caso de admiração e amor à parte. Hugh Syme deu vida à uma coruja com olhar penetrante, envolto em um voo noturno e com a tonalidade azul permeando a capa como um todo. Uma observação: essa arte nas mãos em vinil é de fazer os olhos brilharem, muito linda!

As faixas no petardo são de primeira linha. A motivação que Neil trouxe, sua técnica e tudo o mais, deixaram as canções bem mais consistentes, mesmo as compostas por Lee. 

O começo do álbum já é muito digno com "Anthem", entre seu balanço com a bateria fuzilando e as guitarras supremas em riffs poderosos de Lifeson são um deleite. A voz de Geddy Lee denota agressividade e em tons altíssimos. Com uma introdução de bateria furiosa, surge "Best I Can", outra na linha rock pesado e com vocais deliciosos de Lee, e assim, o disco segue para "Beneath, Between and Behind" também na linha pesada e bem rocker, com a bateria marcando em cima, bem incisiva. A linhagem progressiva chega em "By-Tor and the Snowdog", com uma pequena suíte de 4 atos em seus pouco mais de 8 minutos. A banda aqui começava a se envolver com essa vertente musical, o que, mesmo nesse princípio e coisa toda, ficou muito bem elaborada. "Fly by Night", o hino mor, a faixa de trabalho e que dá nome ao disco, traz uma sonoridade única da guitarra de Alex e as investidas de Neil Peart são puramente um êxtase à parte. Uma faixa clássica! "Making Memories" vem com o clima mais sutil em violões e guitarras, mas com um balanço muito empolgante, uma ótima faixa também. "Rivendell" traz o clima voz e calmaria, sob violões e arranjos belíssimos, a canção soa divina com uma interpretação excelente de Lee. Depois dela chega "In the End", que também trilha em seu início por uma calmaria e depois a voz rasgada de Geddy Lee e o peso das guitarras adentram à faixa com um teor bem agressivo. O álbum é muito gostoso de ouvir, e por inteiro. A diferença é brutal quando se ouve todas as faixas em sequência, pois mostra as nuances e desenvolturas do grupo. Esse disco é um dever para fãs de Rock e de Rush.

Dedicado para Neil Peart.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaSomewhere In Time: Um clássico do Iron Maiden

    23/07/2021

  • Image

    ResenhaRod Stewart - Every Picture Tells A Story (1971)

    14/01/2020

  • Image

    ResenhaGrand Funk Railroad - Closer To Home (1970)

    13/12/2020

  • Image

    ResenhaWhitesnake - Saints & Sinners (1982)

    19/09/2019

  • Image

    DivulgaçãoPiece of Mind: Livro conta tudo sobre a história do disco

    23/04/2021

  • Image

    ResenhaPossessed - Seven Churches (1985)

    10/02/2020

  • Image

    ArtigoBark at the Moon, aniversário

    13/11/2020

  • Image

    ResenhaMorbid Angel - Altars Of Madness (1989)

    27/03/2020

  • Image

    ResenhaAerosmith - Draw the Line (1977)

    11/12/2019

  • Image

    ResenhaBlack Sabbath - Sabotage (1975)

    15/06/2019

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Fly By Night

Álbum disponível na discografia de: Rush

Ano: 1975

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,38 - 20 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Fly By Night



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.