Resenha

Never For Ever

Álbum de Kate Bush

1980

CD/LP

Por: Márcio Chagas

Colaborador Sênior

04/01/2020



Toda a musicalidade de Lady Kate!

Nos anos 80 era impossível você gostar de boa música e ficar alheio a Kate Bush.  Essa inglesa de rosto angelical, corpo de fada e voz de criança é quem mais se aproximou do adjetivo “pequena notável”, devido a consistência de sua obra.

Descoberta por David Gilmour (Pink Floyd) ainda no meio da década de 70, Kate estudava piano, violino, teatro e outras expressões culturais em Abbey Wood, Londres. Após uma pequena ajuda financeira de Gimour para gravar suas primeiras demos, Bush assinou contrato com a EMI aos 16 anos, mesmo não se sentindo preparada para entrar no mercado musical, apenas para que a gravadora pudesse garanti-la em seu cast;

Seu terceiro trabalho de estúdio “Never For Ever”, mostra um amadurecimento da musicista como artista e como pessoa, uma vez que a partir deste álbum, a musa resolveu produzir todos os  seus trabalhos, tendo maior controle artístico de sua obra.

O grande diferencial de Kate sempre foi a grandiosidade e ao mesmo tempo a simplicidade de suas canções, uma vez que suas influências que não se limitavam a esfera musical. Bush tinha inspiração direta não só da música, mas no cinema, poesia e literatura. Essas inspirações flutuam por todo o álbum como em "The Wedding List", baseada no filme “A Noiva Estava de Preto” de François Truffaut;  "The Infant Kiss", inspirada na película “Os Inocentes”, clássico de Jack Clayton de 1961; ou ainda “Babooshka”, que segundo a própria cantora, teve sua letra  inspirada na canção folclórica inglesa “Sovay”. Essa plurialidade de influências deixava a cantora e instrumentista ainda mais completa e sua obra personalíssima.

Em termos de sonoridade, o álbum marca a entrada da fase mais criativa de Kate, arranjos mais elaborados, com pitadas maiores de música folclórica e até mesmo rock progressivo, moldam ainda mais a voz quase infantil da cantora. O uso de sintetizadores digitais pela primeira vez aproximou seu som ao pop oitentista, mas sem descaracterizar sua música.

Contrastando com sua voz doce e bonita, há as letras perturbadoras e melancólicas como em  “Breathing” que encerra o álbum com a  cantora trazendo a tona o medo de um holocausto nuclear, amparada pelos vocais de Ray Harper; ou “Blow Away” onde Kate filosofa sobre a vida após a morte de maneira muito pessoal; Há espaço para acidez e sarcasmo como na citada “Babooshka”, onde a esposa se disfarça de uma mulher mais jovem e escreve cartas ao marido tentando seduzi-lo; e ainda culpa de uma mãe pela perda do filho em “Army Dreamers”.

O time escolhido por Bush para acompanha-la no álbum continua estelar, tendo músicos do porte  de Max Middleton ( pianista do Jeff Beck Group), Larry Fast (Synergy),  John Giblin(Phil Collins Group), entre outros, além de seu irmão Paddy que aparece em vários instrumentos.

A capa foi desenhada a lápis por Nick Price, e mostra seres saindo da saia da cantora, como se exteriorizasse toda sua musicalidade. 

“Never For Ever” foi lançado em outubro de 1980, e foi o primeiro álbum de uma artista solo a alcançar o topo das paradas no Reino Unido, amparado por pelos singles “Breathing”, “Babooshka” e “Army Dreamers”. Sua excelente colocação nos charts ingleses e europeus ajudou a consolidar a carreira de Kate que entraria soberana nos anos 80 como uma artista Cult e singular, que transcendia rótulos e gêneros em prol de sua música.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Márcio Chagas

Nível: Colaborador Sênior

Membro desde: 14/04/2018

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaBon Jovi - Slippery When Wet (1986)

    02/11/2018

  • Image

    ResenhaMarillion - Fugazi (1984)

    01/07/2021

  • Image

    ResenhaGenesis - Wind & Wuthering (1976)

    21/04/2020

  • Image

    ResenhaGov't Mule - Dose (1998)

    26/09/2018

  • Image

    ResenhaChick Corea - Three Quartets (1981)

    20/02/2021

  • Image

    ResenhaJohn McLaughlin - Que Alegria (1992)

    04/10/2020

  • Image

    ResenhaOzzy Osbourne - Blizzard Of Ozz (1980)

    25/03/2018

  • Image

    ResenhaSteve Rothery - The Ghosts Of Pripyat (2014)

    19/06/2021

  • Image

    ResenhaMarty Friedman - Dragon's Kiss (1988)

    20/02/2021

  • Image

    ResenhaThe Winery Dogs - The Winery Dogs (2013)

    06/02/2021

Visitar a página completa de Márcio Chagas



Sobre o álbum

Never For Ever

Álbum disponível na discografia de: Kate Bush

Ano: 1980

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,33 - 3 votos

Avalie

você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Never For Ever



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.