Resenha

Let It Bleed

Álbum de The Rolling Stones

1969

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

22/11/2019



Novembro de 69

Os The Rolling Stones, vinham de uma crescendo maravilhosa em sua carreira e, ao chegar em "Let It Bleed", o grupo já era um fenômeno musical e mundial. 

Esse álbum marca curiosamente o décimo lançamento no mercado da América do Norte e o oitavo no Reino Unido. Os trabalhos começaram em fevereiro de 1968, culminando em novembro de 1969; e o que se ouve, é realmente uma fonte integra e bem associada de faixas completamente vigorosas. 

Jimmy Miller ficou encarregado de produzir a banda e o som soa muito intenso, tanto no instrumental, quanto na voz de Jagger. Um álbum de forte impacto, para se ouvir nos headphones. 

Em "Let It Bleed" nós temos uma parcela em que os críticos chamam de "a quadrilogia artístcica da banda", essas mesmas que culminam em um período fértil do grupo. E o que se escuta nas faixas, são uma amostra poderosa entre Folk, Rock, Blues e, porque não, o Hard Rock. Divino!

Brian Jones faria sua última participação com seus companheiros de Stones, ele viria falecer pouco tempo depois. Sua situação já era precária durante as gravações e nos ensaios também. Muito interessante é que Brian tocou mesmo na íntegra em apenas duas canções e uma delas, caso de "Midnight Rambler", executou a linha percussiva, mas a incursão é no entanto até bem sutil, deixando um pouco a desejar. Em outro momento, Brian se vale da Harpa em "You Got The Silver", que nos brinda pela primeira vez com os vocais solos de Keith Richards em um disco dos Stones. Mick Taylor, que postumamente teve a incumbência de entrar em lugar de Brian, tocou em duas canções do álbum também. 

Esse grande disco traz um dos maiores hits do grupo, a maravilhosa "Gimme Shelter", tocada até os dias de hoje nos concertos da banda e que conta com a cantora Merry Clayton. Outro ponto muito acima dentro do repertório é a cover "Love in Vain" de Robert Johnson (R.I.P.), qual a banda acresceu um acorde a mais na faixa, essa umas das maiores influências da música de raiz e dos próprios Stones. Importante ressaltar que nessa fase da banda, Keith Richards dominou a coordenação musical do grupo, ele segurou com afinco entre composições e direções a serem tomadas, mediante às faixas todas. 

Quando se fala em "Let It Bleed", lembra-se automaticamente de "Let It Be" dos The Beatles, mas o fato é que mesmo tendo saído em 1970, em 69 os Beatles já traçavam as linhas de seu trabalho - quase simultâneo aos Stones. Ambas as bandas se comunicavam e tinham visão sobre os respectivos trabalhos, então não seria uma imitação e nem mesmo uma afronta sob qualquer ótica, simplesmente coincidências do acaso, já que o disco dos Beatles se chamaria "Get Back" antes do lançamento e assim alternado na última hora. Keith se pronunciou tempos depois dizendo: "não tem nada em ver com The Beatles, apenas jovens escrevendo e vivenciando os mesmos desejos e caminhos". 

Até mesmo a arte do disco, desenvolvida por Robert Brownjohn, é muito curiosa e ao mesmo tempo chama atenção para o ouvinte, dentre os detalhes do bolo e tudo mais. Na parte de traz da capa, o que se tem é um pedaço degustado do aparato todo, como se o ouvinte tivesse provado a força das canções saborosas dos Stones. 

E assim, o álbum segue perfeitamente com suas nuances primorosas e intocáveis. Uma maior prova disso seria a canção "You Can´t Always Get What you Want", com sua letra firme e que já havia sido composta anteriormente, mas somente exibida nesse petardo. Do mais, a faixa "Country Honk", uma versão diferenciada de "Honky Tonk Woman", que seria um single então como uma versão mais famosa da mesma e uma das faixas mais queridas dos fãs dos Rolling Stones. 

Em 42 minutos os Stones mostram que estavam em uma fase ultra criativa e muito além de uma banda de jovens ingleses do rock. Assim, creio eu esse ser um dos maiores feitos do grupo em toda sua compreensão. O disco trouxe a banda para número #1 na Inglaterra e assim por sequência a terceira posição nos EUA. Grande obra, grande disco, merece ser ouvido mesmo por quem não tem simpatia pelo grupo, pois aqui a musicalidade é de alto nível e fundamental para história da música em geral. 

Deixe rolar!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaMetallica - ReLoad (1997)

    26/06/2020

  • Image

    ResenhaSurvivor - When Seconds Count (1986)

    29/06/2020

  • Image

    ResenhaVenom - At War With Satan (1984)

    25/09/2018

  • Image

    ResenhaDio - Holy Diver (1983)

    06/06/2019

  • Image

    ResenhaWhitesnake - Slip Of The Tongue (1989)

    16/04/2020

  • Image

    ResenhaRainbow - Long Live Rock 'N' Roll (1978)

    19/01/2021

  • Image

    ArtigoAniversário Dave Murray

    23/12/2020

  • Image

    ResenhaAlice In Chains - Dirt (1992)

    16/09/2019

  • Image

    ResenhaJefferson Airplane - Crown Of Creation (1968)

    26/12/2020

  • Image

    ResenhaWhiplash - Ticket To Mayhem (1987)

    17/08/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Let It Bleed

Álbum disponível na discografia de: The Rolling Stones

Ano: 1969

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,73 - 11 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de Let It Bleed



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.