Resenha

Atom Heart Mother

Álbum de Pink Floyd

1970

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

23/10/2019



Grandioso em sua essência

Norman Smith deu o tom nescessário e brilhante na produção dessa obra intacta e vigorosa, por assim dizer.

O Pink Floyd aqui chegava em seu quinto disco de estúdio e profundamente a banda se renovaria no cenário musical. Em seu próprio ombro, carregaria a notória função de influenciar tantos outros artistas com o conceito desse "Atom Heart Mother". Genial, em outras palavras.
Na Europa, foi o primeiro disco do grupo britânico a pontuar o lugar de número #1, e assim, a banda se distanciava e muito dos caminhos percorridos em seus trabalhos anteriores e também da fase Syd Barrett (R.I.P.). 

A Harvest Record no Reino Unido e Capitol nós EUA investiram de forma necessária para acentuar o percurso promissor do grupo, no entanto, obviamente que, na América do Norte, a banda se contentaria com a posição mais abaixo, porém isso ainda era bem relevante. 

Gravado em Abbey Road e produzido em som quadrifônico de apenas quatro canais e dois em estéreo, a banda trouxe um som totalmente e profundamente marcado por incisivas melodias, incursões com orquestras e um apelo progressivo muito além do previsto.

Para arte de capa, não utilizaram nenhum nome ou foto do grupo, e ela foi desenhada pela Hipgnosis, assim como tantas outras nos anos setenta.

Gilmour e Waters sempre deixaram essa obra como um ponto menor na carreira, mas obviamente que os críticos e fãs notam a importância do trabalho como um todo. 

Durante a criação das faixas, a banda faria incursões em temas e ensaios, e assim as mudanças eram sempre elaboradas. Dentro desse parâmetro, a banda deixaria de lado um dos temas que algum tempo depois seria considerado um clássico do Floyd, denominada de "Us and Them", e que obviamente tinha outro título nessa fase. 

A canção título trouxe andamentos e vertentes bem peculiares por todo o envolvimento musical, nuances elaboradas e seus afins. Ao vivo, por vezes a faixa seria executada de forma diferente, mas em tantas outras, a banda traria orquestras e realizaram incursões fortes e bem focadas no disco de estúdio. Um dos problemas dessa canção título seria na parte percussiva de Mason e o baixo de Waters, pois não haviam os cortes na fita e os dois músicos acabaram por desenrolar os 23 minutos diretos nas cabines de gravação.

Wright e Gilmour trabalharam nas linhas de coro da canção, e com auxílio de Ron Gessin, que trabalhava com os Stones e tinha experiência de sobra. 

Assim o lado A se desenvolve em seis sessões e deixando uma faixa muito poderosa e envolvida em uma arte brilhante. Enfim, uma suíte. Novamente aqui a banda traz o conceito de uma canção elaborada pela banda toda e do outro uma faixa de cada músico para completar o trabalho.

Então temos uma psicodelia, um progressivo e uma faixa poderosa de Wright (R.I.P.), denominada de "Summer 68' " e que se tornou um single. Em "If", pouco tocada, a banda traz um apanhado suave e bem conduzido. E "Fat Old Sun" notadamente vigora na linha folk, de autoria de Mason. E dentro da criatividade dos anos 70 e a partir de uma torneira pingando sem cessar, Waters teve ideia juntamente com conversas gravadas na cozinha de Mason, de um tema longo e em três faixas como suíte, e assim nasceria "Alan's Psychedelic Breakfast", em que pode ser ouvida ao fundo o sons de frituras entre ovos e bacon. Aqui nasceria uma das mais fortes canções e das mais peculiares do grupo. 

Com esse álbum o Floyd inverteria toda sua natureza musical e passaria em começar a ser respeitado de fato. 

Um disco que traz uma linha bem criativa e que ainda mostrava uma banda unida e buscando seu espaço no cenário musical mundial.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaDeep Purple - Made In Japan (1972)

    06/10/2020

  • Image

    ResenhaBob Dylan: História, Discografia, Fotos e Documentos

    05/08/2020

  • Image

    ResenhaIron Maiden - Maiden England '88 (1989)

    14/07/2021

  • Image

    ResenhaSaxon - Strong Arm Of The Law (1980)

    13/07/2020

  • Image

    ResenhaKiss - Rock And Roll Over (1976)

    30/06/2020

  • Image

    ArtigoVídeo: Robert Plant sacaneou o AC/DC?

    28/09/2020

  • Image

    ResenhaWhitesnake - Whitesnake (1987)

    10/01/2019

  • Image

    ResenhaSlayer - Slayer Still Rainning (2006)

    20/11/2020

  • Image

    ResenhaVan Halen - Women And Children First (1980)

    22/09/2020

  • Image

    ResenhaGhost BC - Opvs Eponymovs (2010)

    06/11/2020

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

Atom Heart Mother

Álbum disponível na discografia de: Pink Floyd

Ano: 1970

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,19 - 18 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Atom Heart Mother:

  • 16
    out, 2020

    Pink Floyd instrumental e psicodélico

    User Photo José Esteves
  • 18
    abr, 2018

    Uma banda começando a desenvolver seu som para atingir caminhos excepcionais.

    User Photo Tiago Meneses

Visitar a página completa de Atom Heart Mother



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.