Resenha

5150

Álbum de Van Halen

1986

CD/LP

Por: Fábio Arthur

Colaborador Especialista

17/07/2019



Bom o bastante!

Curiosamente, esse é o primeiro disco do Van Halen a chegar ao topo de vendas. Após a saída de David Lee Roth, a banda trouxe Sammy Hagar, e se Roth tinha performances estilosas, um vocal que dava margem ao rock pesadão e mais cru, Hagar trazia mais melodias, vocalizações em tonalidades altas e também composições ótimas. 

Dois anos antes, o Van Halen era grandioso já, trazia um diferencial com o disco de época "1984", que detinha vários hits e também seus vídeos vinculavam toda hora na MTV, mas com o novo disco intitulado de "5150" - sequência numérica que seria o nome do estúdio do guitarrista Eddie Van Halen nos EUA - foi a consolidação definitiva. 

O álbum foi lançado pela Warner Bros. e sua produção ficou a cargo de Mick Jones, Eddie Van Halen e Donn Landee, o que de forma mais limpa, deixaram o som com a cara do Glam e Hard, trazendo a bateria acústica misturada com a eletrônica, o que de certa forma gerou angústia nos fãs mais antigos. 

Para tour, a banda se valeu de canções de Hagar, com algo do Van Halen antigo, como "Panama" e "Won´t Get me Fooled Again" - essa cover do The Who que havia sido gravada pela banda anos antes. No entanto, o que vale mesmo é o disco de estúdio, em que podemos destacar várias faixas e realmente algumas delas, ainda com roupagem finais dos anos oitenta, trazem a característica do Van Halen de outrora; tanto nas guitarras como nas partes de bateria de Alex, além dos vocais clássicos de apoio. 

Na ocasião da saída de Roth, a Warner sugeriu para os irmão Van Halen, que encerrassem a carreira naquele ponto, mas Eddie e Alex decidiram ir em frente e encontraram em Hagar a solução. A mudança faria bem para a banda, que atingiria níveis máximo de exposição. 

 O disco permeia entre o som clássico do Van Halen e algo mais moderno. Uma prova disso seria a balada "Love Walks In". Um outro momento forte do disco seria a faixa "Why Can´t This Be Love", que rumou para as paradas e com direito a vídeo e exposições nas rádios mundias. Sammy apenas cantou no álbum, mas seus vocais foram muito bem explorados. Uma prova disso seriam as entonações vocais em "Good Enough", música de abertura e na canção "Dreams", cujo vídeo ficou bem cotado na MTV também. 

Um dos fatores bem curiosos do disco seriam as resenhas que, apesar do álbum vender muito além, alguns críticos se valeram da ausência de Roth e chamaram a banda de "perda de tempo", com outros mais realistas dizendo que o novo período seria bom para o grupo se renovar e reinventar; o que de fato ocorreu. 

Ao todo o álbum trouxe cinco singles de uma vez e as faixas ajudaram na divulgação em massa do trabalho.

Para a arte de capa, desta vez o Van Halen contratou o atleta e apresentador da ESPN
Rick Valente, e a intenção foi proposital, para denominar um peso, digamos em relação ao som da banda naquele momento; o que de fato nem acabou sendo tão pesado assim. 

Enfim, com 6 milhões de discos vendidos, em 1986 o Van Halen trazia um dos maiores discos clássicos de rock já lançados na época. 

A música "Get Up" traz uma paulada firme e lembra até mesmo a canção do disco antecessor  - em termos rítmicos. "Hot for Teacher" e a música título "5150", remontam ao Van Halen balanceado por guitarras bem elaboradas e andamentos peculiares. "Summer Nights" volta a apresentar uma banda de rádio, com aquela característica de Hagar e "Best of Both Words" se alinha com a métrica do álbum. Para finalizar, "Inside" fecha no clima bem estilo da banda, rock pesado, mas com sintetizadores pulsando, ainda assim, um disco digno e muito coerente com a proposta do grupo naquele momento.
Talvez esse seja um dos melhores trabalhos com Hagar. Não que eles não fizessem algo consistente depois, mas aqui como primeira inserção a um novo frontman, a coisa toda andou muito concisa e acabou rendendo obras magníficas. 

O Van Halen de 1986, trouxe uma atmosfera bem exorbitante e, em seu âmbito de rock clássico, incorporou elementos que vinham desde o último álbum e inovou em cima dos mesmos; além de remontar o passado do grupo com a nova linhagem adquirida. 

Como eu sempre digo, vale o quanto pesa!


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Fábio Arthur

Nível: Colaborador Especialista

Membro desde: 04/02/2018

"Obtive meu primeiro contato com o Rock, com o grupo KISS no final de 1983, após essa fase, comecei a me interessar por outros grupos, como Iron Maiden, do qual ganhei meu primeiro vinil o "Killers" e enfim, adquiri o gosto por outras bandas, como Pink Floyd, John Coltrane, AC/DC entre outras."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaThe Rolling Stones - Sticky Fingers (1971)

    24/08/2021

  • Image

    ResenhaCreedence Clearwater Revival - Bayou Country (1969)

    17/07/2020

  • Image

    ResenhaAC/DC - Powerage (1978)

    06/03/2019

  • Image

    ResenhaJethro Tull - Aqualung (1971)

    08/10/2020

  • Image

    ArtigoAC/DC: Discografia Bon Scott

    20/05/2021

  • Image

    ResenhaIron Man - Minha jornada com Black Sabbath

    05/09/2020

  • Image

    Artigo72 anos do Mestre

    18/02/2021

  • Image

    ResenhaScorpions - Lonesome Crow (1972)

    13/06/2021

  • Image

    ResenhaOzzy Osbourne - Bark At The Moon (1983)

    29/09/2018

  • Image

    ResenhaThe Doors - The Doors (1967)

    06/01/2021

Visitar a página completa de Fábio Arthur



Sobre o álbum

5150

Álbum disponível na discografia de: Van Halen

Ano: 1986

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,6 - 10 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Visitar a página completa de 5150



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.