Resenha

Mirage

Álbum de Camel

1974

CD/LP

Por: Tiago Meneses

Colaborador Top Notch

04/10/2017



Formação clássica de um grupo em seu apogeu criativo

Camel é uma banda de discografia bastante homogênea, tendo em álbuns como Mirage, sua demonstração máxima de talento de todos os integrantes. Aqui, com sua formação clássica, podemos notar o grupo em seu apogeu criativo. A capa do álbum também causa um certo impacto por conta de levar o mesmo desenho trazido pelos maços de cigarros homônimos a banda. Isso por conta de um acordo comercial entre a banda e a marca, que inclusive gerou polêmica na época, obviamente por conta de ser visto como uma apologia ao fumo. Mas que não deu em nada e Mirage seguiu com sua capa única.

O álbum começa com, "Freefall". Traz uma veia psicodélica - principalmente por conta da influência de Peter Bardens, autor da canção. Dentro do que é entregue pelo álbum como um todo, é uma faixa que se encontra abaixo da média, mesmo assim, tem um bom trabalho, principalmente de guitarra e órgão.

"Supertwister" é uma peça instrumental e a menor faixa do álbum, mas de enorme beleza, além de uma demonstração de Latimer que havia faltado no primeiro disco do grupo, ou seja, seu talento que vai além da guitarra, mostrando-se um exímio tocador de flauta. Uma típica canção da escola Camel de rock progressivo. Relaxante, serena e extremamente bem cinstruída.

"Nimrodel / The Procession / The White Rider" é um dos destaques do álbum. Uma faixa baseada na obra O Senhor dos Anéis. Inicia com Latimer adicionando alguns toques profundos de guitarra junto de pinceladas sombrias de sintetizadores. Depois temos uma flauta dançante aliada a uma marcha militar cadenciada por tambores. Tem uma melodia vocal bastante bela, o que não é muito comum em se tratando de Camel, já que suas melodias vocais normalmente não formam as partes mais emocionantes em suas músicas. Algo a se destacar também é que possui um dos solos de teclados que considero dos com mais feeling de toda a história do rock progressivo, simplesmente arrasador. Uma canção que varia entre momentos agressivos e suaves, mas nunca se perdendo.

"Earthrise" é mais uma faixa instrumental. Eu acho essa música simplesmente extraordinária. Extremamente empolgante, todos os instrumentos soam enérgicos. Mas pra sair da mesmice dos elogios principais (Latimer e Barden), aqui eu vou ressaltar a cozinha composta pelo baixo de Doug Ferguson e a bateria de Andy Ward. Simplesmente maravilhosa.

Fechar um álbum com chave de ouro. Está aí uma expressão poucas vezes sendo levada tão ao pé da letra como o Camel por meio de, "Lady Fantasy". Já começa de maneira explosiva, com alguns teclados extraordinários e grandes acordes de guitarra de fundo. Após isso, a maré abaixa e a cadencia fica mais tranquila, sendo liderada pela guitarra de Latimer e o teclado de Bardens ao fundo. Os vocais são tranquilos, e entre eles, sempre há uma brincadeira na guitarra ou no teclado, mais ou menos como os bluesmen costumam fazer. Ferguson também merece ser mencionado por conta de suas linhas de baixo em determinadas partes, assim como a bateria de Ward. Como não tem como deixar de mencionar, o final da música é o momento apoteótico. Uma melodia suave, slide guitar, marcação de pratos e baixo e uma atmosfera simples do teclado. Latimer então volta com o vocal e a instrumentação vai ganhando força até todos entrarem juntos de maneira avassaladora. Com destaque mais uma vez, para Peter Bardens e seu solo de teclado que firma o porquê de ser considerado um dos mais influentes tecladistas da história rock progressivo.

Mirage, como eu disse, é o que de melhor foi feito pelo Camel com a sua melhor formação. Um disco sensacional e que merece ser ouvido por qualquer pessoa e não apenas pelas que goste de prog rock. Infelizmente, embora a banda ainda esteja em atividades, ver essa formação é impossível pelo fato do genial Peter Bardens ter falecido em Janeiro de 2002. Mas a obra é atemporal e está aí pra quem quiser desfrutar.


Nota: As publicações de textos e vídeos no site do 80 Minutos representam exclusivamente a opinião do respectivo autor



Comentários

Faça login para comentar

IMPORTANTE: Comentários agressivos serão removidos. Comente, opine, concorde e/ou discorde educadamente.

Lembre-se que o site do 80 Minutos é um espaço gratuito, aberto e democrático para que o autor possa dar a sua opinião. E você tem total liberdade para fazer o mesmo, desde que seja de maneira respeitosa.



Sobre Tiago Meneses

Nível: Colaborador Top Notch

Membro desde: 28/09/2017

"Sou poeta, contista e apaixonado por música desde os primórdios da minha vida, onde o rock progressivo sempre teve uma cadeira especial."

Veja mais algumas de suas publicações:

  • Image

    ResenhaPain Of Salvation - The Perfect Element: Part I (2000)

    31/07/2020

  • Image

    ResenhaNeal Morse - Sola Scriptura (2007)

    20/03/2020

  • Image

    ResenhaBiglietto per l'inferno - Biglietto Per L'Inferno (1974)

    21/03/2018

  • Image

    ResenhaFairport Convention - Liege & Lief (1969)

    21/03/2018

  • Image

    ResenhaKhan - Space Shanty (1972)

    03/10/2017

  • Image

    ResenhaAutumn Breeze - Höstbris (1979)

    08/07/2020

  • Image

    ResenhaAnekdoten - Nucleus (1995)

    24/03/2020

  • Image

    ResenhaJean-Luc Ponty - Tchokola (1991)

    12/06/2020

  • Image

    ResenhaSteve Hackett - The Night Siren (2017)

    30/09/2017

  • Image

    ResenhaBram Stoker - Heavy Rock Spectacular (1972)

    16/12/2020

Visitar a página completa de Tiago Meneses



Sobre o álbum

Mirage

Álbum disponível na discografia de: Camel

Ano: 1974

Tipo: CD/LP

Avaliação geral: 4,92 - 12 votos

Avalie

Você conhece esse álbum? Que tal dar a sua nota?

Faça login para avaliar

Veja mais opiniões sobre Mirage:

  • 04
    set, 2020

    Rock progressivo de qualidade

    User Photo José Esteves
  • 06
    jan, 2019

    Amor à primeira ouvida

    User Photo Marcel Dio

Visitar a página completa de Mirage



Continue Navegando

Através do menu, busque por álbums, livros, séries/filmes, artistas, resenhas, artigos e entrevistas.

Veja as categorias, os nossos parceiros e acesse a área de ajuda para saber mais sobre como se tornar um colaborador voluntário do 80 Minutos.

Busque por conteúdo também na busca avançada.